Cosme Rímoli Principal organizada do Corinthians declara guerra a Cássio, Fábio Santos, Gil, Paulinho e Jô. E quer cobrar Vítor Pereira

Principal organizada do Corinthians declara guerra a Cássio, Fábio Santos, Gil, Paulinho e Jô. E quer cobrar Vítor Pereira

A Gaviões, com grande influência na direção do clube, incomodada com a eliminação do Paulista e o fracasso no início da Libertadores, quer jogadores importantes fora do time. E avisa: ou joga por amor ou por terror

  • Cosme Rímoli | Do R7

Roberto de Andrade dá explicações a chefes de organizadas do Corinthians

Roberto de Andrade dá explicações a chefes de organizadas do Corinthians

Reprodução/Facebook

São Paulo, Brasil

A cúpula que domina o Corinthians desde 2007 nasceu nas organizadas.

Talvez seja o clube grande brasileiro com a maior influência das torcidas.

Chefes das principais facções têm acesso direto aos dirigentes.

Sempre foi assim desde que derrubaram o falecido presidente Alberto Dualib. Com direito a torcedores o ameçando em frente ao apartamento onde morava.

Há 16 anos tem sido assim.

O que é ótimo nos bons momentos.

Mas péssimo quando o time está mal.

A pressão é enorme.

E a maior organizada, a Gaviões da Fiel, resolveu se manifestar.

Depois da eliminação da semifinal do Paulista, para o São Paulo, e do péssimo início do time na Libertadores, perdendo por 2 a 0, na Bolívia, diante do Always Ready. A competição sul-americana é o principal objetivo, inclusive financeiro, da direção corintiana.

Confira os adversários, locais e datas dos jogos do Corinthians no Brasileirão

Desde 2007, com a eleição de Andrés Sanchez, as organizadas passaram a ter enorme influência no clube

Desde 2007, com a eleição de Andrés Sanchez, as organizadas passaram a ter enorme influência no clube

Reprodução/Instagram

Membros da organizada acabam de divulgar uma nota oficial com a ameaça: ou joga por amor ou por terror. E membros da torcida marcaram encontro no CT do Corinthians. Querendo ser recebidos pelos jogadores e pelo técnico português Vítor Pereira.

"Estamos anunciando o fim da paciência com o atual elenco do Corinthians diante da postura que vem sendo apresentada nos últimos jogos, principalmente pelos medalhões.
Vitória ou derrota fazem parte do futebol e a FIEL estará com o time em qualquer situação, porém falta de vontade e raça são critérios indispensáveis na história do Corinthians. Nesse atual elenco o que vemos é um time apático, desorganizado, sem vontade e sem RAÇA!!! Não briga por uma bola, tiram os pés das divididas, não dão sequer um carrinho para demonstrar raça e determinação. Isso NÃO TOLERAMOS!!!

"Não venham com desculpas de pré-temporada, calendário de jogos excessivo, pois mais uma vez, após dez dias de descanso e treinamento, tínhamos a oportunidade de reagir e começar com o pé direito na competição mais importante do ano, contra um time tecnicamente muito inferior (sem falar na discrepante folha salarial). E o que foi mostrado, mais uma vez, foi a falta de compromisso e vontade. Um time absolutamente sem a cara do Corinthians.

"É INADMISSÍVEL tomarmos gols em inícios de jogos de maneira tão recorrente. Isso já vem acontecendo desde o ano passado. Pior ainda é a falta de reação e de entrega para reverter esse erro primário durante a partida.

"Diante dessa situação, os Gaviões vêm por meio desta nota informar que A PACIÊNCIA ACABOU. Iremos tomar as providências necessárias para pressionar esse atual elenco a entender o que é CORINTHIANS. Hotéis, saídas de jogos, CT. Estaremos em todos os lugares para não deixá-los esquecer onde estão jogando.

"A comissão técnica deve ter total autonomia para barrar os jogadores que estão descompromissados e rendendo pouco: Cássio, Gil, Fábio Santos, Paulinho, Jô... o passado de vocês não entra mais em campo.
E se for para ficarem com vaidade e corpo mole, visando derrubar técnico, nossa postura será outra também!!!

"OU JOGA POR AMOR OU JOGA POR TERROR!"

Como os jogadores e a Comissão Técnica do Flamengo, não há interesse por parte dos profissionais corintianos de se encontrarem com os torcedores.

O presidente Duilio Monteiro Alves e, principalmente, o ex-presidente e atual diretor de futebol Roberto de Andrade têm grande proximidade com os líderes das torcidas. Da Gaviões, inclusive.

O Corinthians jamais havia perdido para um time boliviano na Libertadores. Na terça, o vexame

O Corinthians jamais havia perdido para um time boliviano na Libertadores. Na terça, o vexame

Conmebol

Há a intenção dos dirigentes de tentar amenizar esse clima.

Principalmente evitar perseguição ao time nos locais públicos.

Mas há a resistência do time, de Vítor Pereira.

A situação está complicada no Corinthians.

A Gaviões promete protestos a partir de hoje.

Se não tiver acesso aos jogadores e ao treinador...

Camisa usada por Maradona no gol 'la mano de Dios', na Copa de 1986, será leiloada por R$ 24 milhões

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas