Cosme Rímoli Presidente do Corinthians decide 'lavar sua honra'. Vende Moscardo. Contrata Soldado. Faz propostas por Matheuzinho e Pedro Raul

Presidente do Corinthians decide 'lavar sua honra'. Vende Moscardo. Contrata Soldado. Faz propostas por Matheuzinho e Pedro Raul

Mello se irritou com as críticas por sua postura amadora. Deu 'sua resposta'. Revelou a venda de Moscardo ao PSG, acabando com a 'novela'. Contratou Soldado como executivo. E fez propostas por Matheuzinho e Pedro Raul

  • Cosme Rímoli | Do R7

Hoje, não. Hoje, sim. O Corinthians desistiu ontem. E hoje fez proposta para comprar Matheuzinho. Gangorra

Hoje, não. Hoje, sim. O Corinthians desistiu ontem. E hoje fez proposta para comprar Matheuzinho. Gangorra

Gilvan de Souza/CRF

São Paulo, Brasil

Pressionado por atitudes amadoras, o presidente do Corinthians, Augusto Mello, quis dar uma resposta imediata.

Primeiro, contratou Fabio Soldado, que era gerente de futebol do Flamengo.

Ele foi volante do próprio Flamengo, Santos, Internacional e Fluminense.

Era chamado de Fabinho.

Atua há 13 anos como dirigente.

Passou pelo Bonsucesso, Bangu, Anápolis, Tupi. 

Foi contratado em 2017 como gerente de scout, do Flamengo. 

Em 2022 se tornou gerente de futebol na Gávea.

Jornalistas cariocas resumem a postura de Fábio Soldado, como gosta de ser chamado: personalidade forte, ótimo negociante e que sabe lidar muito bem com os atletas.

Ele será o parceiro nas transações com o diretor de futebol, Rubens Gomes, o Rubão.

Além de Fábio Soldado, Mello provou o quanto queria transformar sua imagem.

Mandou sua assessoria de imprensa noticiar uma negociação que estava fechada há dois dias.

O fim da novela envolvendo o jovem volante Moscardo.

Ameaçando desfazer a negociação com o PSG, porque o clube francês queria aguardar seis meses, se o jogador teria plena recuperação da operação no calcanhar direito, Melo deu o bote correto.

Porque a cúpula do PSG sabe do grande potencial do garoto de 18 anos. E decidiu não dar chance a rivais.

Aceitou fechar a compra, mesmo com o atleta contundido.

São 20 milhões de euros, cerca de R$ 99 milhões. E mais a possibilidade de um bônus de 2 milhões de euros, cerca de R$ 9,9 milhões.

No acordo, depois da operação do atleta, no Catar, ele levará três meses para se recuperar. Os dois meses restantes, até junho, ele ficará à disposição do Corinthians. Indo para o PSG só no final de junho.

Mello já quis movimentar esse dinheiro.

Para 'lavar a honra' desse início vexatório de administração.

E escolheu dois alvos.

O primeiro, Matheuzinho.

Depois de o lateral passar nove dias apenas treinando, sem contrato no clube e voltar ao Flamengo, Mello ofereceu 3 milhões de euros, cerca de R$ 16,2 milhões. Mais bônus de R$ 5,4 milhões, caso ele se torne titular.

A inesperada oferta foi bem-recebida pela direção flamenguista e o negócio pode ser fechado.

Mello também quer fechar o mais rápido possível a compra de Pedro Raul.

O Toluca quer os mesmos 5 milhões de dólares, cerca de R$ 24,8 milhões, que pagou ao Vasco.

O atacante só marcou quatro gols e deu uma assistência em 27 partidas. 

A desculpa é que teve de enfrentar contusões.

Mas o clube mexicano aceita vender o brasileiro.

Fabio Soldado, que era chamado de Fabinho, quando era volante, é o novo executivo do Corinthians

Fabio Soldado, que era chamado de Fabinho, quando era volante, é o novo executivo do Corinthians

Flamengo

O Corinthians tenta baixar o preço.

Já houve acerto, inclusive, com o atacante de 27 anos.

Mano Menezes quer os dois atletas.

Sabe que Fagner, aos 34 anos, não tem condições de manter as atuações em 'ritmo forte', que deseja, durante toda a temporada.

E o treinador também se cansou de insistir com Yuri Alberto.

Pedro Raul está acostumado e gosta de jogar centralizado, como pivô, posição que o ex-jogador do Santos e do Internacional detesta, não rende e escalado.

Mello considera que, agora, está no lado alto da gangorra que se transformou o Corinthians.

'Lavou sua honra'...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas