Cosme Rímoli Para Endrick, o Palmeiras só não pode imitar o Botafogo. Time de Abel Ferreira a duas vitórias do bi brasileiro

Para Endrick, o Palmeiras só não pode imitar o Botafogo. Time de Abel Ferreira a duas vitórias do bi brasileiro

A quarta-feira foi mágica para o Palmeiras. Goleada sobre o América, enquanto Flamengo perdia para o Atlético. E o Botafogo empatava com o rebaixado Coritiba

  • Cosme Rímoli | Do R7

Endrick comemora o primeiro gol. O atacante de 17 anos outra vez foi decisivo na goleada

Endrick comemora o primeiro gol. O atacante de 17 anos outra vez foi decisivo na goleada

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

A sensação é que o bicampeonato do Brasileiro está garantido.

O Palmeiras conseguiu uma vantagem importantíssima, faltando duas rodadas para o torneio — o mais disputado dos últimos anos — acabar.

Fez o que quis do lanterna América Mineiro.

Na mesma noite em que os rivais Flamengo e Botafogo se deram muito mal.

O time de Tite perdeu para o Atlético, de Felipão, por 3 a 0.

E o de Tiago Nunes "conseguiu" chegar a nove partidas sem vitórias. Empatou com o Coritiba. Empatou com o Coritiba, depois de marcar 1 a 0 aos 52 minutos do segundo tempo, em um pênalti cobrado por Tiquinho. O 1 a 1 veio aos 54 minutos, com gol de Edu.

Ou seja, com a vitória por 4 a 0 contra o América, o Palmeiras chegou a 66 pontos. Enquanto Botafogo, Atlético e Flamengo têm 63 pontos.

O auxiliar Vítor Castanheira, que substituiu Abel Ferreira e João Martins, suspensos, comandou o Palmeiras na vitória, ontem, no estádio palmeirense.

E ele foi fiel ao estilo de Abel.

Tratou de garantir que não se interessa pelos resultados dos rivais.

Só está preocupado com o Palmeiras.

Com as vitórias que garantirão um possível título.

"Vou dizer, esta equipe não olha para trás nem para o lado. Não controlamos os outros, só controlamos o que fazemos. Chegamos a uma posição que queríamos, só dependemos de nós, só temos foco em frente e ganhar o próximo jogo. É o que esta comissão e os jogadores querem."

Endrick, Éder (contra) e López (duas vezes) marcaram 4 a 0 para o Palmeiras, com o time firme, com enorme seriedade. Mesmo diante do lanterna do Brasileiro.

"A equipe teve dinâmica, agressiva, foi à procura do que precisava, uma boa vitória, expressiva. E conseguimos. Conseguimos os três pontos, que eram fundamentais."

Abel Ferreira tem sido muito direto com os jogadores.

E repetido que o campeonato deu a chance de o Palmeiras conseguir o título mais importante de 2023, o Brasileiro. O clube conseguiu o Paulista e a Recopa Sul-Americana. Só que fracassou no torneio que mais sonhava: a Libertadores.

Se Vítor Castanheira garante que não olha "para os lados", Endrick teve ótima atuação ontem, olha.

E avisa.

O Botafogo serve de exemplo sobre o que não fazer, se o Palmeiras quiser o bicampeonato brasileiro.

"O Botafogo estava bem na liderança. A gente está na liderança e não vai baixar a guarda. Não está nada ganho. Nada é impossível. Tem que manter os pés no chão, ficar bem, treinar bastante, que o Fluminense não vai ser fácil. Espero que a gente possa fazer um bom jogo [no domingo]."

A pancada no antebraço de Rony. Jogador pode ser desfalque nos dois últimos jogos do Palmeiras
A pancada no antebraço de Rony. Jogador pode ser desfalque nos dois últimos jogos do Palmeiras Fabio Giannelli/Agif - Agência De Fotografia/Estadão Conteúdo - 29.11.2023

Tudo indica que o Palmeiras pode perder Rony para as duas partidas restantes do Brasileiro.

Rony saiu do jogo contra o América por ter sofrido uma fortíssima pancada do goleiro Jori, do América. A suspeita é de nova fratura no antebraço direito, a mesma contusão que o atacante teve no início de 2023.

Ele jogou apenas nove minutos, quando se contundiu.

Foi a única notícia ruim em uma quarta-feira mágica para o Palmeiras.

Clube que já havia "desistido" do Brasileiro.

E está com todas as chances de se tornar bicampeão nacional.

Basta não repetir as "façanhas" do Botafogo...

Confira as possibilidades de título e rebaixamento do Brasileirão após os jogos desta quarta-feira

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas