Cosme Rímoli Palmeiras não se ilude. Terá público no Mineirão, na semi contra o Atlético

Palmeiras não se ilude. Terá público no Mineirão, na semi contra o Atlético

 Kalil liberou e depois voltou a proibir público no Mineirão, por desrespeito às recomendações de prevenção à Covid-19. Mas para o Palmeiras, público será liberado no dia 29 de setembro para a semi da Libertadores

  • Cosme Rímoli | Do R7

Kalil foi o único presidente do Atlético a vencer a Libertadores. Agora é prefeito de BH

Kalil foi o único presidente do Atlético a vencer a Libertadores. Agora é prefeito de BH

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

A diretoria e os conselheiros do Palmeiras reagem com muito ceticismo em relação ao jogo decisivo da semifinal da Libertadores, em Belo Horizonte, contra o Atlético Mineiro, não ter torcedores.

Por mais que o prefeito Alexandre Kalil tenha determinado o fracasso que foi a liberação de público para Atlético Mineiro e River Plate, pela Libertadores, e Cruzeiro e Confiança, pela Série B.

E voltado a proibir torcedores nos estádios na capital mineira.

"Se não conseguiram numerar as cadeiras, se o Minas Arena não estava preparado e colocou site pra vender ingresso do dia do jogo, se o torcedor não usa a máscara, se aglomera em bar, enfim.

"Hoje foi até divulgado pela imprensa que obviamente não tinham dezesseis mil pessoas no Mineirão. e quem conhece o futebol e, modéstia à parte eu conheço pouca coisa na vida no futebol conheço, não tinha mesmo. 

"A prefeitura abriu, sem nenhuma solicitação de clube, para fazer um teste, para dar oportunidade, e a Prefeitura fechou", declarou Kalil.

"Gostaria de esclarecer também que isso não é uma atitude ad aeternum, isso é uma atitude que nós tentamos antes do Brasil todo colocar, com a boa fé de aproveitar a boa fase, a fase espetacular do Atlético e a recuperação do Cruzeiro e do América", completou o dirigente.

Atleticanos. Sem máscaras, sem distanciamento. Tudo errado. A pandemia continua

Atleticanos. Sem máscaras, sem distanciamento. Tudo errado. A pandemia continua

MOURãO PANDA/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO - 18/08/2021

Na alta cúpula palmeirense, há a certeza que Kalil, eleito por sua popularidade como ex-presidente do Atlético Mineiro, não vai querer ter a torcida do clube mais popular de Minas contra ele. Em caso de eliminação de o clube chegar à nova decisão da Libertadores.

Aliás, foi sob a administração de Kalil que o Atlético conquistou sua única Libertadores da história, em 2013.

E como a data do jogo será apenas na noite do dia 28 de setembro, haverá tempo de sobra para Kalil e a administração do Mineirão e a direção do Atlético se acertarem.

Tanto que está pré-agendada uma reunião entre o prefeito e os dirigentes atleticanos, cruzeirenses e americanos no dia 6 de setembro.

Especificamente sobre o 

"Olha, eu não quero deixar expectativa nenhuma, isso agora não depende mais de mim."

Quanto ao jogo do dia 21 de setembro, por enquanto, nenhum sinal do governador João Doria. Ele garante que público nos estádios paulistas só a partir do dia primeiro de novembro.

Para o planejamento de Abel Ferreira, a situação é clara.

Seu time jogará sem apoio de sua torcida na ida.

E o Mineirão terá seus fanáticos atleticanos nas arquibancadas.

É assim que será feita a preparação psicológica do time...

Brasileiros brilhando na europa e invasão de torcida: veja 7 destaques

Últimas