Cosme Rímoli Palmeiras é radical. Não aceita adiar jogo com o Fla. CBF deve negar

Palmeiras é radical. Não aceita adiar jogo com o Fla. CBF deve negar

Presidente do Palmeiras não vê coerência. O  Flamengo exigiu a volta do futebol, mesmo com pandemia. Agora quer adiar por infectados? Não

  • Cosme Rímoli | Do R7

Luxemburgo e Galiotte não aceitam o adiamento do jogo contra o Flamengo

Luxemburgo e Galiotte não aceitam o adiamento do jogo contra o Flamengo

Palmeiras

São Paulo, Brasil

"O Palmeiras é contra o adiamento da partida do próximo domingo.

"O protocolo adotado para a competição contempla situações desse tipo.

"Não há, portanto, razão para que o jogo não aconteça."

Cada palavra foi escolhida pelo presidente Mauricio Galiotte, antes de ir para o twitter oficial do clube, no final da noite de ontem.

O Palmeiras é radicalmente contra o pedido do Flamengo de adiamento do jogo do Brasileiro, no próximo domingo, na arena palmeirense.

A alegação do clube carioca está nos sete casos de covid-19. 

Isla, Matheuzinho, Filipe Luís, Diego, Bruno Henrique, Michael e Vitinho não poderão entrar em campo.

Como eles estavam convivendo com os demais jogadores do Flamengo, no Equador, na preparação para a partida contra o Barcelona, novos casos podem surgir até domingo.

O pedido foi protocolado oficialmente na CBF.

O Palmeiras é contra por dois motivos.

O primeiro é público.

A entidade que controla o futebol neste país deteminou o protocolo a ser seguido, com a pandemia.

E abriu a possibilidade de 40 jogadores inscritos.

Ou seja, o Flamengo tem sete com covid-19.

Teoricamente há 33 que podem entrar em campo.

O segundo motivo de Galiotte está nos bastidores.

O Palmeiras foi radicalmente contra a volta do futebol em junho.

A direção do clube paulista sabe que o esporte retornou, em plena pandemia, graças à ligação do Flamengo com o governo federal.

A postura egoísta acabou por afetar todos os clubes.

Veja mais: Palmeiras de Luxemburgo tem mesma série invicta de Felipão, mas com aproveitamento menor

Por isso, os jogos, mesmo com mais de 137 mil mortos no Brasil, pela pandemia.

Daí, Galiotte achar justo o Brasileiro seguir.

O Flamengo que utilize seu elenco.

Não é o clube carioca que exigiu a volta do futebol?

E agora quer, de qualquer maneira, o retorno do público?

Então que arque as consequências pelos infectados.

E entre em campo.

Vanderlei Luxemburgo também é prático.

Não quer o adiamento para não facilitar a vida de um rival.

O técnico sabe que o Flamengo vai lutar pelo Brasileiro.

Assim como seu time.

Com a negativa do Palmeiras, a CBF deverá manter o jogo.

A direção do Flamengo sabe.

Está preparada para a derrota nos bastidores...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Craque no Manchester City, Gabriel Jesus curte vida de jeito simples

Últimas