Cosme Rímoli O presente de Natal do Corinthians chegou. Paulinho. Falta só o artilheiro

O presente de Natal do Corinthians chegou. Paulinho. Falta só o artilheiro

Depois de oito anos e meio, Paulinho é novamente jogador do Corinthians. Aos 33 anos, assinou contrato de dois anos. O clube venceu a concorrência do Bragantino e do Grêmio. Falta só um artilheiro para o time de 2022

  • Cosme Rímoli | Do R7

Paulinho voltou, depois de oito anos e meio. A promessa de um grande time em 2022. Cumprida

Paulinho voltou, depois de oito anos e meio. A promessa de um grande time em 2022. Cumprida

Corinthians

São Paulo, Brasil

Como o blog antecipou, não havia mais segredos.

O Corinthians acaba de anunciar Paulinho, como seu novo reforço para 2022.

Aos 33 anos, o volante retorna depois de oito anos.

Ele chegou no caminho da nova patrocinadora do clube.

E com direito à sirene, velho costume no Parque São Jorge, quando o jogador contratado chegava ao Corinthians.

Ele assinou contrato por duas temporadas, até o final de 2023.

A contratação foi feita por iniciativa do presidente Duilio Monteiro Alves e do diretor Roberto de Andrade. Sylvinho apenas foi comunicado. E se empolgou.

No mês passado, dono dos seus direitos, Paulinho já foi flagrado treinando no Corinthians.

O clube venceu a disputa com o Red Bull Bragantino e com o Grêmio, interessados no atleta.

Ele chega seguindo à risca o plano do presidente Duilio.

Ter uma equipe fortíssima em 2022, capaz de desbancar os favoritos Palmeiras, Atlético e Flamengo. Brigar pelos títulos mais importantes do Brasil e pela Libertadores.

Depois de Giuliano, Renato Augusto, Roger Guedes, Willian e Paulinho, a busca agora é por um atacante importante.

Um camisa nove artilheiro.

As negociações com Talisca, do Al Nassr, fracassaram. O sonho de Cavani é inviável pelo salário do jogador, R$ 6 milhões por mês.

Empresários seguem buscando a melhor opção.

Mas Duilio prometeu a conselheiros.

O Corinthians terá seu artilheiro no ano que vem...

Campeão, Atlético-MG tem a maior média de público do Brasileirão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas