Cosme Rímoli O Palmeiras abriu mão. E Hulk é jogador do Atlético

O Palmeiras abriu mão. E Hulk é jogador do Atlético

Acabou a filosofia esbanjadora de Mattos no Palmeiras. O clube paulista tinha a preferência. Hulk assinou por dois anos com o Atlético

  • Cosme Rímoli | Do R7

Hulk. O artilheiro que Sampaoli tanto pedia no Atlético chegou

Hulk. O artilheiro que Sampaoli tanto pedia no Atlético chegou

Atlético Mineiro

São Paulo, Brasil

A preferência era do Palmeiras.

Ainda seguindo a filosofia esbanjadora de dinheiro, do demitido executivo Alexandre Mattos.

A ligação era do coração, do time da infância.

Mas havia um patamar financeiro que o coração não alcança.

Pagar R$ 1,2 milhão mais bônus por artilharia, conquistas, jogos disputados.

E, em clima civilizado, de muito respeito, o clube paulista abriu mão, deixou Hulk à vontade para assinar com o Atlético Mineiro.

Não houve disputa alguma.

Apesar da grande amizade do coordenador da base, João Paulo Sampaio, com Hulk, depois de reuniões entre o presidente Mauricio Galiotte e os responsáveis pelo futebol e administração palmeirenses, se optou por não investir em um contrato de dois anos, com um possível terceiro, com multa com o atacante que fará 35 anos em julho.

A filosofia de Abel Ferreira é apostar em jogadores jovens.

Hulk chegou a ir assistir jogo do Palmeiras. E conversar com dirigentes palmeirenses, em 2020

Hulk chegou a ir assistir jogo do Palmeiras. E conversar com dirigentes palmeirenses, em 2020

Reprodução/Premiere

Hulk entendeu perfeitamente.

E as negociações com o Atlético Mineiro foram acelerados pela advogada e sua representante, Marisa Alija.

Ele tinha propostas do Porto e do Besiktas, da Turquia.

Mas o paraibano havia decidido voltar ao futebol brasileiro.

Para ficar mais próximo de seus filhos, que vivem com a ex-esposa, no país.

Jorge Sampaoli cobrava publicamente o fato de o Atlético Mineiro não ter um goleador.

O argentino aprovou de imediato o nome do veterano jogador.

Ele não poderá ser inscrito no Brasileiro.

Deverá voltar à ativa no final de fevereiro, no Campeonato Mineiro.

O jogador passou 16 anos atuando Exterior.

Fez apenas duas partidas profissionais no início da carreira, no Vitória.

Atuando no Kawasaki Frontale, Consadole Sapporo, Tokyo Verdy, Porto, Zenit e no Shanghai SIPG, ele acumulou patrimônio calculado em R$ 300 milhões.

É um jogador midiático.

E que cederá a sua imagem, será garoto-propaganda ao estádio que o Atlético Mineiro constrói, a Arena MVR.

Há empolgação na Cidade do Galo com a contratação.

A diretoria atleticana tem certeza.

Chegou o artilheiro que o clube precisava...

Últimas