Cosme Rímoli 'Não vou ficar salgando carne podre.' Cansado de vexames, mecenas do Cruzeiro pode ir embora. Luxa também

'Não vou ficar salgando carne podre.' Cansado de vexames, mecenas do Cruzeiro pode ir embora. Luxa também

Desiludido pelo terceiro ano na Série B, Pedro Lourenço ataca a direção, que não cumpriu o que prometeu: atrasou salário de jogadores e funcionários. O bilionário pode ir embora. Assim como Luxa

  • Cosme Rímoli | Do R7

Bilionário que banca os salários de Luxa está desiludido. "É incompetência demais no Cruzeiro"

Bilionário que banca os salários de Luxa está desiludido. "É incompetência demais no Cruzeiro"

Cruzeiro

São Paulo, Brasil

O sonho virou revolta.

Trazer o treinador da Tríplice Coroa, colocar mais de R$ 8 milhões para pagar salários atrasados dos jogadores e funcionários.

Com a "casa arrumada", ter o prazer de ver o Cruzeiro, no ano de seu centenário, voltar para a Série A, de "onde nunca deveria ter saído".

Esse era o discurso do bilionário Pedro Lourenço, dono dos supermercados BH, a sexta maior rede do Brasil, com 222 lojas. E patrimônio de cerca de R$ 8 bilhões.

O mecenas do Cruzeiro cansou, está desiludido.

Por um simples fato: o presidente Sérgio Rodrigues não fez a parte dele. Que era manter os salários dos jogadores em dia. Situação exigida por Vanderlei Luxemburgo ao assumir o clube na Série B. Ele foi direto com Lourenço e Rodrigues.

"Jogador de futebol tem de receber em dia. É fundamental para qualquer campanha. Ainda mais um clube que deseja subir para a Série A."

O presidente cruzeirense concordou. Mas não cumpriu.

"Quando foi falado com Vanderlei, ele exigiu salário em dia. Não só de jogador. Porque jogador não joga sozinho. E os caras que ganham mil? Dois mil? Três mil?

"Eu comprei um patrocínio de 2023. Cerca de R$ 8 milhões, que era para acertar tudo. Foi feito o pagamento. Agora, quem pagou e quem não pagou eu não sei falar. Depois disso, o presidente não pagou nada", desabafou Pedro Lourenço à rádio Itatiaia.

O empresário está revoltado.

"Terceiro ano na Série B, incompetência total da gestão do Cruzeiro, que o Sérgio está aqui, é nosso presidente hoje, mas não ouve a gente. Eu acho que, se não tomar providência, vai ficar o resto da vida na Segundona", atacou.

O Cruzeiro acumula derrotas e vexames, como querer agredir jogadores do CSA

O Cruzeiro acumula derrotas e vexames, como querer agredir jogadores do CSA

FERNANDO MORENO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 26/09/2021

"Se não mudar muita coisa no Cruzeiro, não vai adiantar. Tem que mudar diretoria de futebol. Se não mudar, não tem meu apoio. Não vou ficar salgando carne podre", avisou.

Ou seja, a possibilidade de ele sair é real.

Se sair, Vanderlei Luxemburgo deve sair em seguida. Porque é Lourenço quem garante o salário do técnico.

"Tem que começar [a mudança na] segunda-feira. Mudar, estruturar, limpar um monte de coisa que está errada no Cruzeiro. Um tanto de gente à toa, que está lá e não produz nada. Recebe, não recebe.

"Tenho empresa: dia 5 é dia 5 [dia de pagamento de salário]. Três meses de jogador [com salário] atrasado, três meses de segurança [com salário atrasado], cozinheiro, isso não se faz com ser humano. Está errado. Tem que mudar."

O clube deve mais de R$ 1 bilhão.

Se fosse uma empresa, estaria com as portas fechadas.

Mas como é um dos clubes mais importantes do Brasil se aproveita da legislação, que o define como uma sociedade "sem fins lucrativos".

O Cruzeiro ocupa a 16ª posição no Brasileiro.

Está a 15 pontos do quarto colocado.

Mas só a 5o pontos da zona de rebaixamento para a Série C.

Faltam apenas 11 rodadas e acabará o torneiro.

Pelo terceiro ano, o Cruzeiro deverá disputar a Segunda Divisão.

O clube está a ponto de perder seu bilionário mecenas.

E Luxemburgo, que ficará sem garantia de receber salários...

Clube erra Pix na hora de contratar jogador e caso vai parar na Justiça

Últimas