Cosme Rímoli Não será tão fácil Corinthians se livrar de Love e Boselli para ter Jô

Não será tão fácil Corinthians se livrar de Love e Boselli para ter Jô

Os veteranos custam R$ 1,1 milhão por mês. O clube oferece R$ 700 mil para a volta de Jô. Love e Boselli só aceitam sair se receberem até dezembro

  • Cosme Rímoli | Do R7

Love, 36 anos, um gol em 2020. Torcida, nas redes sociais, pede saída imediata

Love, 36 anos, um gol em 2020. Torcida, nas redes sociais, pede saída imediata

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

A conta seria simples.

Boselli, 35 anos, ganha R$ 550 mil.

Seu contrato termina em dezembro.

Não há interesse na renovação.

Vagner Love fará 36 anos daqui uma semana, os mesmos R$ 550 mil.

O vínculo também acaba em dezembro.

Assim como o argentino, o clube não quer fazer novo contrato.

Os salários dos veteranos chegam a R$ 1,1 milhão a cada 30 dias.

Jô, 33 anos, tem uma proposta na mão do Corinthians de R$ 700 mil mensais. O teto do clube.

E contrato de dois anos.

Não só nas redes sociais, Andrés é pressionado. Conselheiros e membros de sua diretoria acreditam ser muito melhor dispensar os atacantes rodados e que não conseguem render.

Vagner Love marcou um só gol, em sete partidas, em 2020.

Boselli, muito melhor, seis gols em 12 jogos.

O desempenho do ataque sob o comando de Tiago Nunes é fraquíssimo.

Em 14 partidas oficiais, o Corinthians marcou 12 gols. 

O clube tem sérios problemas financeiros por conta do Itaquerão.

Mas os R$ 120 milhões, da negociação por Pedrinho com o Benfica, deram um fôlego extra.

Kia Joorabchian não está tendo a facilidade que esperava em colocar Jô nos Emirados Árabes ou Arábia Saudita.

Boselli não conseguiu se firmar como grande artilheiro

Boselli não conseguiu se firmar como grande artilheiro

Reprodução Twitter

O atacante está pedindo um salário similar ao que recebe no Nagoya Grampus. Ao sair, em 2019, acertou por R$ 20 milhões para disputar duas temporadas, sem impostos.

Mais R$ 15 mil por vitória, desde que estivesse em campo.

Ele recebia R$ 350 mil no Corinthians.

Jô virou reserva no Japão, tem relacionamento ruim com o técnico italiano Massimo Ficcadenti.

Ele quer acertar a saída imediata do clube.

Mas precisa receber R$ 3,2 milhões que ele e Kia acreditam ter direito.

Enquanto isso, os estafes de Love e de Boselli já deixaram claro.

Os jogadores podem até irem embora do Corinthians.

Há uma obsessão pelo retorno de Jô. Mas clube tem de se livrar de Love e Boselli

Há uma obsessão pelo retorno de Jô. Mas clube tem de se livrar de Love e Boselli

Corinthians

Só que exigem receber os seis meses de contrato que restam.

São R$ 6,6 milhões para se livrar dos veteranos.

E mais comprometer R$ 16,8 milhões com um contrato de dois anos com Jô.

Ou seja, a troca dos dois por um significaria gasto de R$ 23,4 milhões ao Corinthians.

A situação é ao mesmo tempo delicada e animadora.

A empolgação vem por Jô estar encontrando problemas para seguir no exterior. Até mesmo sua família quer o retorno.

E delicada para acertar as dispensas antecipadas de Love e Boselli.

Basta Jô falar 'sim' e o processo começa.

A expectativa é grande.

Andrés está precisando de uma grande notícia.

Que reflita na eleição.

O ex-presidente e que avisa que é candidato da oposição, o delegado Mario Gobbi, ganha cada vez mais espaço politicamente.

Sanchez quer fazer o diretor Duílio Monteiro Alves seu sucessor.

Contratações sempre tiveram grande peso nos pleitos do Parque São Jorge.

Por isso Jô está sendo tão assediado.

E os veteranos Love e Boselli deixados de lado...

PSG quer R$ 1 bilhão por Neymar! O que é possível comprar com valor?

Últimas