Cosme Rímoli Multa da Conmebol a Tite é simbólica. E hipócrita

Multa da Conmebol a Tite é simbólica. E hipócrita

Técnico é multado em R$ 24,6 mil por falar mal da organização. Tite deveria expor a indecência da disputa da competição, em plena pandemia, com 500 mil brasileiros mortos. Mas se cala. Pensa em si, em disputar outra Copa

  • Cosme Rímoli | Do R7

Multa simbólica da Conmebol. Se Tite falasse sobre os 500 mil mortos pela covid, seria suspenso

Multa simbólica da Conmebol. Se Tite falasse sobre os 500 mil mortos pela covid, seria suspenso

CBF

São Paulo, Brasil

O pouco que falou sobre a Copa América já custou caro para Tite.

O treinador da seleção acaba de ser multado pela Conmebol em R$ 24,6 mil.

Por apenas criticar a organização 'atabalhoada' da Copa América. Disputada no Brasil, às pressas, por conta do presidente da CBF, Rogério Caboclo, já ameaçado de perder o cargo, por uma denúncia que acabou se concretizando, de assédios sexual e moral.

Tite é muito inteligente.

E sabe ser uma absoluta falta de consideração, respeito ao país que vive seu pior momento da pandemia de covid-19. Já são mais de 507 mil brasileiros que perderam a vida por conta do vírus.

Mas ele não quis entrar para a história, protestando não de maneira frágil, contra a organização atabalhoada ou o gramado vergonhoso do estádio Nilton Santos. 

E sim por expor a população e os participantes da competição à pandemia.

Além do fato de que não ter cabimento, ambiente, clima para celebração de uma competição com a covid-19 assolando a América do Sul.

Mas Tite foi egoísta.

Ele não queria a seleção brasileira parada, sem jogar. Disputando, no máximo, as Eliminatórias. Pensou em si e na segunda chance que terá de ganhar a Copa do Mundo, no Qatar.

Diante da incompetência da CBF de arrumar confrontos com as melhores seleções do mundo, as europeias, Tite quer usar os fracos selecionados sul-americanos para encantar imprensa e torcida, tentando apelar para a mesma estratégia de 2017 e 2018, quando era unanimidade, ao resgatar o Brasil nas Eliminatórias.

Tite vê a Eurocopa. E quer sua seleção jogando, apesar da pandemia. Por isso 'aceita' a Copa América

Tite vê a Eurocopa. E quer sua seleção jogando, apesar da pandemia. Por isso 'aceita' a Copa América

Reprodução/Uefa

Ninguém avaliou, de verdade, a fragilidade dos adversários.

Os mesmo de 2019, na conquista da Copa América, no Rio.

Tite é professor, culto, esperto.

Suas críticas são pequenas, tímidas, decepcionantes, pelo cargo que ocupa.

E a Conmebol, entidade marcada pela corrupção, mostra o quanto segue antidemocrática.

Sem permitir que suas atitudes sejam questionadas.

Tite ousou falar sobre a organização 'atabalhoada' da Copa América.

Se ele usasse o microfone como deveria e citasse os 500 mil brasileiros que morreram por conta da covid-19, e mesmo assim, a seleção segue disputando o torneio sul-americano, sem relevância alguma no atual momento, comparado, à Eurocopa, por exemplo, o treinador deveria ser suspenso por meses.

A multa de 5 mil dólares da Conmebol a Tite pode ser resumida.

É a vitória da hipocrisia.

O técnico brasileiro ganha mais de R$ 1 milhão por mês.

R$ 24,6 mil não incomodarão o treinador.

A Conmebol tem patrimônio de R$ 2,6 bilhões.

A 'punição' é mais para impressionar a imprensa.

E torcedores...

Craque do City pede noiva em casamento com anel de R$ 2,7 mi

Últimas