Cosme Rímoli Ministério Público derrota Globo. Corinthians e São Paulo às 22h15

Ministério Público derrota Globo. Corinthians e São Paulo às 22h15

Emissora carioca insistiu para a FPF fazer com que Corinthians e São Paulo jogassem às 16 horas. Ministério Público negou. Só restou filme sobre terremoto

  • Cosme Rímoli | Do R7

Globo não conseguiu convencer o MP. Não mostrará Corinthians e São Paulo, como tanto queria

Globo não conseguiu convencer o MP. Não mostrará Corinthians e São Paulo, como tanto queria

Reprodução/Sportv

São Paulo, Brasil

"Um forte terremoto atinge a Califórnia e faz com que Ray, um bombeiro especializado em resgates com helicópteros, tenha que percorrer o estado ao lado da ex-esposa para resgatar a sua filha, Blake."

Este é o resumo do filme 'Terremoto: A Falha De San Andreas', que a Globo exibirá amanhã, às 16 horas e cinco minutos, para São Paulo.

O filme catástrofe ser um mero tapa buraco.

Porque a emissora contava com o clássico entre Corinthians e São Paulo para alavancar sua audiência, neste horário.

A rivalidade sempre foi sinônimo de interesse.

Embora os dois clubes liderem seus grupos no Paulista e estejam classificados para as quartas-de-final, a partida é muito interessante.

O São Paulo acumula oito vitórias seguidas nas mãos do argentino Hernán Crespo. E jamais derrotou o Corinthians na Neoquímica Arena. Já o Corinthians vem capengando com Vagner Mancini. Esta a um passo da eliminação da Copa Sul-Americana. Uma derrota amanhã pode custar o emprego do técnico.

A certeza de boa audiência era tanto que, ignorando as medidas restritivas impostas pelo Ministério Público, a cúpula da emissora acionou a Federação Paulista de Futebol.

E pediu que ela interferisse, fizesse com que o jogo acontecesse às 16 horas, mesmo com o governo paulista só autorizando o futebol a partir das 20 horas, quando começa o toque de recolher, para evitar aglomerações.

E o presidente Reinaldo Carneiro Bastos fez de tudo para tentar convencer o Ministério Público a a aceitar a antecipação de horário do jogo.

Reinaldo lutou até o último instante. Todos os outros jogos da rodada foram divulgados, com seus horários. Menos o clássico.

O pedido chegou até o governador João Doria.

E ele decidiu ser firme.

Manter o horário das 20 horas, no mínimo, para o futebol, enquanto a pandemia estiver vivendo seu auge. Ele deixou menos rígido o horário do comércio, mas por uma questão de economia. Não viu necessidade de antecipar o futebol e correr o risco de aglomeração de torcedores em volta do estádio. Com o toque de recolher, será mais fácil para a polícia conter quem se arriscar a ir até qualquer arena.

São Paulo vive fase espetacular com Hernán Crespo. Grande atrativo no clássico

São Paulo vive fase espetacular com Hernán Crespo. Grande atrativo no clássico

Rubens Chiri/São Paulo

A Federação Paulista só se deu por vencida e confirmou o horário do jogo de amanhã, às 20h33 de ontem.

Os clubes também só puderam fazer sua programação para o clássico na sexta-feira à noite.

A partida foi marcada para as 22h15 em Itaquera.

Horário que a emissora carioca nem cogitou mostrar o jogo.

Este final de semana, não deu certo.

Mas a Globo insiste.

E o pedido para a FPF fica mantido para o próximo domingo.

Será o dia da definição dos clubes classificados para as quartas-de-final.

Com Palmeiras e Santos ameaçados de eliminação.

Para a emissora, o ideal é que os jogos aconteçam às 16 horas.

A resposta do MP dependerá da regressão da pandemia.

Por enquanto, a Globo foi derrotada.

Mancini está muito pressionado. Clássico terá peso enorme na sua sobrevivência

Mancini está muito pressionado. Clássico terá peso enorme na sua sobrevivência

Rodrigo Coca/Corinthians

Não mostrará o clássico, como tanto desejava.

Terá de se contentar com seu filme catástrofe.

Pior para os patrocinadores.

Mas venceu a preservação da saúde...

Santos corre risco em 2021: Times grandes que já caíram no estadual

Últimas