Cosme Rímoli Jornalistas ignoram racismo. E culpam Vinicius Junior por provocar torcedores do Valencia

Jornalistas ignoram racismo. E culpam Vinicius Junior por provocar torcedores do Valencia

Jornalistas tratam de defender o Campeonato Espanhol. Fingem não perceber os gritos de 'macaco' contra Vinicius Junior. Uma vexame mundial

  • Cosme Rímoli | Do R7

Jornal de Valencia culpa Vinicius Junior por ter provocado a torcida. Não ataca o racismo
Jornal de Valencia culpa Vinicius Junior por ter provocado a torcida. Não ataca o racismo Reprodução/La Portada

São Paulo, Brasil

Setores da imprensa espanhola estão acusando Vinicius Junior de ter provocado as cenas lastimáveis de racismo, de ontem.

Por, depois de xingado, ainda no primeiro tempo, ter apontado dois dedos para os torcedores, já que o Valencia estava lutando para fugir da Segunda Divisão.

Um repórter fez questão de abordá-lo, depois das demonstrações de racismo.

Enquanto o brasileiro dava autógrafos, ele se aproximou, com as câmeras ligadas, e perguntou a Vinicius Junior se ele iria pedir desculpas à torcida por tê-la provocado.

"Vai pedir perdão pelo gesto? 

"Quê? Você é tonto? Você é tonto?"

Os dois dedos mostrados pelo jogador, retrucando os ataques racistas, voltaram à cena, depois de sua expulsão no final da partida entre o Real Madrid e o Valencia.

Outra vez, foi chamado de 'macaco', em coro.

E, de novo, mostrou os dois dedos, só que desta vez, para o estádio Mestalla inteiro, insinuando a Segunda Divisão.

Desta vez os jogadores e membros da Comissão Técnica do Valencia partiram para cima do brasileiro, que foi protegido por seus companheiros de time.

A reação do brasileiro serviu como desculpa para grande parte da mídia da Espanha esquecer a atitude racista contra Vinicius Junior.

O zagueiro brasileiro Gabriel Paulista que atua no Valencia postou nas redes sociais sobre o jogo. Mas ele exaltou o clima do estádio, que teria empurrado o time a mais uma vitória. 

E ainda tentou o ridículo.

Escreveu que o torcedores do Valencia gritavam 'tonto' para Vinicius Junior e não 'mono' (macaco), como toda pessoa de boa audição tem condição de confirmar.

Gabriel Paulista foi expulso ao dar um pontapé desleal em Vinicius Junior, na partida em Madrid.

Ele é um zagueiro de 32 anos, duro, lento e, por vezes, violento, que começou sua carreira no Vitória, passou pelo Villarreal e Arsenal, antes de chegar no Valencia.

Jornalistas espanhóis seguem atacando Vinicius Junior.

Como Cristóbal Soria que escreveu sobre o atacante brasileiro nas suas redes sociais.

"Un club histórico y centenario como el real de madrid no merece que un sólo jugador manche su escudo y la institución en todos los campos de la Liga española tal y como ha vuelto a hacer en la tarde de hoy Vinicius Junior…"

"Um clube histórico e centenário como o Real Madrid não merece que, um só jogador, manche seu escudo e instituição em todos dos campos da Liga Espanhola. Tal como voltou a fazer na tarde de hoje, Vinicius Junior."

Ou seja, parte do jornalismo esportivo espanhol faz questão de fingir esquecer os atos racistas contra Vinicius Junior.

É esse clima pesado que convive o brasileiro.

E a diretoria do Real Madrid quer fazer prevalecer as conversas que já tinha adiantado com o brasileiro. 

Fazer valer o acordo para a renovação até 2027.

O atacante e o seu empresário Frederico Pena vão avaliar a negociação.

Se vale a pena continuar na Espanha.

Com setores convivendo normalmente com o racismo...

Jornais esportivos na Espanha culpam Vinícius Jr. por caso de racismo

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas