Cosme Rímoli Governos do Rio e de São Paulo juntos. Vetam volta do futebol

Governos do Rio e de São Paulo juntos. Vetam volta do futebol

Witzel, Crivella, Doria e Covas não liberam os clubes nem para treinar. Por conta do coronavírus. Federações do Rio e de São Paulo tensas

  • Cosme Rímoli | Do R7

Tempos de torcedor ficaram para trás. Witzel veta volta do futebol no Rio

Tempos de torcedor ficaram para trás. Witzel veta volta do futebol no Rio

Divulgação/Governo do Rio

São Paulo, Brasil

A Federação Carioca resolveu arriscar.

Mesmo com o Brasil atingindo 101.147 casos confirmados, com 7.025 mortes, por conta do coronavírus, o presidente Rubens Lopes havia liberado os clubes para voltarem ao treinamento.

Seria a senha para a Globo pagar a última parcela do Carioca, que suspendeu, por falta de jogos.

Só que a liberação de Lopes não teve efeito prático algum.

O governo e a prefeitura do Rio de Janeiro se posicionaram contrários à volta do futebol carioca.

Nem os treinos estão liberados.

Até, pelo menos, o dia 11 de maio, com a possibilidade de a proibição ir muito além.

Tanto o governador Wilson Witzel como o prefeito Marcelo Crivella foram taxativos.

O Rio de Janeiro está com seu sistema de saúde comprometido por conta da pandemia.

Acreditam que o estado ainda não chegou ao seu pior momento.

E defendem o isolamento social.

A volta dos treinos nos clubes seria um péssimo exemplo para a população.

Em São Paulo, a situação não é também animadora.

Hoje, às  15 horas, haverá uma videoconferência, entre a cúpula da Federação Paulista de Futebol e os dirigentes dos clubes que disputam o Paulista.

O assunto é a tentativa de volta aos treinamentos.

O infectologista David Uip, principal médico do Centro de Contingencia do Coronavírus de São Paulo, deve participar.

O santista João Doria também não aceita retorno do futebol, em São Paulo

O santista João Doria também não aceita retorno do futebol, em São Paulo

Reprodução Twitter

Mas já chegou até a FPF a posição do governador João Doria e do prefeito Bruno Covas. Os dois não autorizam a volta aos treinos.

Não até o dia 11 de maio, pelo menos.

E a perspectiva não é boa.

Doria fará uma nova avaliação daqui uma semana.

Covas está muito tentado a endurecer ainda mais as medidas na capital. Por também ter informações que a pandemia vai piorar, agora que atingiu a periferia de São Paulo.

A solução de o Paulista seguir em uma cidade do Interior, também tem mínima chance de prosperar.

Uipa acredita que a pandemia já está se alastrando para o interior do estado.

O presidente Reinaldo Carneiro Bastos também queria o retorno do futebol para a Globo pagar aos paulistas a última parcela do Estadual.

Mas o futebol do Rio e de São Paulo foi vetado.

Até os treinos estão proibidos...

Últimas