Gabigol fracassa no Mundial. Ficar no Flamengo pode ser única saída

O atacante sonhava com um grande desempenho no Qatar para voltar à Europa. Sua participação foi péssima. A chance de seguir na Gávea aumentou muito

Gabigol. Péssima atuação na final. E fraquíssimo em todo Mundial

Gabigol. Péssima atuação na final. E fraquíssimo em todo Mundial

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Eram as duas partidas que mais importavam individualmente em 2019.

Ele teria os holofotes, a atenção do planeta.

Primeiro, a semifinal contra o Al-Hilal.

Depois, muito mais badalada, a final do Mundial, contra o poderoso Liverpool.

Seria a hora de dar a resposta para aqueles que não acreditaram no seu futebol na Europa.

Mostraria o futebol do artilheiro do Brasil, do Brasileiro, da Libertadores.

Faria representantes de gigantes europeus lembrarem de sua existência.

Mas nada deu certo para Gabigol.

Muito pelo contrário.

Ele foi mal demais contra o Al-Hilal.

Com lenta movimentação, lento, nervoso, afobado, egoísta, improdutivo.

O seu desempenho decepcionante só serviu para deixá-lo mais angustiado.

E hoje contra os ingleses, novamente, acabou anulado com a maior facilidade.

Não conseguiu mostrar nem um décimo do que produziu no Brasileiro, na Libertadores.

Não fez nada que pudesse convencer algum clube europeu a investir 25 milhões de euros, cerca de R$ 113 milhões, que a Inter de Milão deseja, a princípio, pelo jogador.

O que mostra o paradoxo.

Graças ao péssimo futebol de Gabigol no Mundial, que foi ruim demais ao vice Flamengo, o clube carioca poderá contratá-lo.

Seu empréstimo termina daqui a dez dias, no dia 31 de dezembro.

Os dirigentes rubros negros tentam convencê-lo a ficar desde outubro, cerca de três meses atrás.

Mas o atacante sempre fugiu de uma resposta concreta.

Ele esperava o Mundial.

E a chegada de interessados no seu futebol.

Na Inter, por mais que tenha jogado bem no Brasil e na América do Sul, Gabigol segue sendo um atleta desacreditado, que não 'serve' para o futebol europeu de elite.

Após a derrota do Flamengo para o Liverpool, Gabigol seguiu evitando falar sobre seu futuro. Deu rápidas entrevistas e destacou o time.

"O Flamengo jogou muito bem, foi superior em alguns momentos, tivemos chances no último minuto, mas o Liverpool também tem qualidade,  fez o gol e ficou muito difícil. Mas acredito realmente que o Flamengo está em outro patamar", destacava.

Mas o entusiasmo havia sumido de suas feições.

Ele sabe que desperdiçou a grande chance de redenção em 2019.

E o melhor caminho para 2020 é seguir no Flamengo.

Simples assim...

Liverpool vence revanche contra Flamengo e é campeão mundial