Cosme Rímoli Futebol impressionante do Atlético. 4 a 0 diante do Fortaleza na semifinal. 'Culpa' de Cuca

Futebol impressionante do Atlético. 4 a 0 diante do Fortaleza na semifinal. 'Culpa' de Cuca

O treinador tinha plena noção de que o time de R$ 180 milhões precisava encaminhar sua ida à final da Copa do Brasil. E, com estratégia corajosa, o Atlético goleou o Fortaleza. 'É preciso manter a humildade', avisou Cuca

  • Cosme Rímoli | Do R7

Cuca foi o responsável pela goleada sobre o Fortaleza de Vojvoda. 4 a 0. Foi pouco

Cuca foi o responsável pela goleada sobre o Fortaleza de Vojvoda. 4 a 0. Foi pouco

Atlético

São Paulo, Brasil

O Atlético Mineiro conseguiu.

Mesmo com o excelente elenco que custou R$ 180 milhões, o time de Cuca conseguiu ser a surpresa desta semifinal de Copa do Brasil.

Trocou o toque de bola por pura objetividade, personalidade, não só encurralou o ótimo Fortaleza, mas praticamente se garantiu na decisão, com uma inesperada goleada, ontem, no Mineirão. 4 a 0.

O mérito é de Cuca.

Forçando seu ataque em bloco, com liberdade para seus laterais, com muita movimentação, troca de posição e jogadas treinadas, coordenadas, bastaram 22 minutos para o Atlético Mineiro já estar vencendo por 3 a 0. 

Deixou sem reação o treinador argentino Juan Pablo Vojvoda.

"A gente fez uma grande partida. Precisava fazer uma grande partida. E um grande resultado. Vencemos uma grande equipe. Que é a sensação do Campeonato Brasileiro. O terceiro colocado. 

"Nós abrimos mão da posse de bola para termos mais eficácia. Controlamos muito bem o jogo. A intensidade determinou o resultado. Os atacantes em uma grande noite. Tivemos muita profundidade. Temos que comemorar a partida que a gente fez", disse o técnico.

Foram mesmo só 44% de posse, mas 21 finalizações.

Cuca fez questão de acalmar os que seguem a lógica. Enxergam o Atlético como finalista.

"Abrimos uma vantagem muito boa. Mas temos de tomar cuidado com o futebol, ficarmos atentos sempre. O Fortaleza tem uma grande equipe. Busca o ataque. É preciso cuidado. E humildade. Porque foi um jogo de muita qualidade técnica, difícil, que de repente o próprio placar não disse o que foi a partida, porque o adversário é muito qualificado, e nós estivemos em uma noite muito inspirada."

Ou seja, Cuca, vivido, não quer seu time acomodado na próxima semana, em Fortaleza, na partida que decidirá oficialmente a vaga.

O treinador tem um dado muito importante.

Em 80 partidas como treinador do Atlético Mineiro como mandante, só teve duas derrotas.

Contra o Athletico Paranaense, em 2013, e diante do Fortaleza, no início do Brasileiro.

São números impressionantes.

A goleada de ontem foi importante para diminuir a pressão sobre o elenco de R$ 180 milhões. 

Em uma final em um torneio nacional, o Atlético já está mais do que encaminhado.

Cuca sabe que só um desastre tira seu time da decisão.

Por conta que fez ontem no Mineirão...

CR7 marca em virada histórica; veja destaques da Champions

Últimas