Cosme Rímoli Fracasso. Globo bane os videoteipes de futebol. Apela aos X-Men

Fracasso. Globo bane os videoteipes de futebol. Apela aos X-Men

Jogos com 60% a menos da audiência de 2019. E Globo desiste das partidas repetidas. Vai mostrar filmes. Enquanto pressiona para volta do futebol

  • Cosme Rímoli | Do R7

"Jogos Inesquecíveis". Videoteipes de jogos foram fracasso de audiência

"Jogos Inesquecíveis". Videoteipes de jogos foram fracasso de audiência

Divulgação Globo

São Paulo, Brasil

A Globo tem mais um motivo para pressionar a volta do Campeonato Carioca ainda em junho.

E o Paulista no início de julho.

O fracasso retumbante dos 'Jogos Inesquecíveis'.

O público não caiu no truque piegas de mostrar partidas repetidas, disponíveis na  Internet.

A ideia foi agradar os patrocinadores que comprometeram R$ 1,8 bilhão, com 65 partidas ao vivo, com a emissora que detém o monopólio da transmissão do futebol no Brasil.

Mas veio a pandemia.

E os domingos às 16 horas passaram a ser ocupados por filmes.

Executivos logo lembraram da obrigação com Vivo, Itaú, Casas Bahia, Chevrolet e Ambev e Hypera Pharma. Cada um gastou R$ 307 milhões para ter suas propagandas, logotipos, no futebol ao vivo.

A emissora sabia que não teria os jogos da Copa América da Argentina, adiada para 2021. E o futebol no Brasil foi suspenso.

A Globo teria de compensar cada patrocinador se não conseguisse inserir na sua programação, 65 jogos.

Daí a grande ideia de repetir vitórias da Seleção Brasileira masculina, da Feminina, e dos clubes.

Seriam duas horas de futebol, no domingo à tarde, com espaço para as devidas propagandas.

E assim foi feito.

Só que o público não caiu nesse truque barato.

A audiência foi minguando.

Nas principais praças, nas cidades mais ricas.

São Paulo e Rio de Janeiro.

Principalmente tendo o parâmetro de finais de Estaduais e de início do Brasileiro.

Brasil e Alemanha, na final da Copa de 2002, chegou a 21 pontos.

Brasil e Argentina, decisão da Copa das Confederações 2005, 14 pontos.

Brasil e Itália, final da Copa de 1994, 16 pontos.

Brasil e Espanha, decisão da Copa das Confederações 2013, 14 pontos.

Brasil e Estados Unidos, decisão do Pan, futebol feminino, 10 pontos.

Aí vieram os jogos com os clubes grandes.

Para fazer média com as quatro torcidas paulistas.

Corinthians e Chelsea, final do Mundial 2012, 14 pontos.

São Paulo e Liverpool, decisão do Mundial 2005, 11 pontos.

Palmeiras e Deportivo Cali, final da Libertadores 1999, 9 pontos.

Palmeiras ficou nos 9 pontos de audiência. Vexame para horário nobre do futebol

Palmeiras ficou nos 9 pontos de audiência. Vexame para horário nobre do futebol

Reprodução Twitter

O Flamengo foi o clube que conseguiu maior audiência. No Rio, a final da Libertadores de 2019, contra o River Plate, chegou a 18 pontos. 

Vasco e Barcelona do Equador, final da Libertadores de 1998, ficou em 12 pontos.

Mas Fluminense e Palmeiras, jogo que deu o título do Brasileiro de 2012 ao time carioca, ficou nos 9,8 pontos.

Executivos globais viram os vexames da semana passada com partidas do Palmeiras e Fluminense e decidiram que os jogos de amanhã, serão os últimos repetidos.

A Globo mostrará o Santos sendo campeão da Libertadores de 2011, para São Paulo.

No Rio, o Botafogo vencerá o Santos e conquistará o Brasileiro de 1995.

A perspectiva de audiência é assustadora.

Tanto que, sem nenhuma sutileza, a emissora carioca avisou ao mercado que estão encerrados os "Jogos Inesquecíveis", aos domingos.

Fausto Silva já estava incomodado com seu programa ter de tentar recuperar a audiência perdida com videotapes.

O Fluminense campeão brasileiro de 2012 espantou a audiência. 9,8 pontos

O Fluminense campeão brasileiro de 2012 espantou a audiência. 9,8 pontos

Reprodução Twitter

Ao mesmo tempo que a Globo anuncia que mostrará no domingo, dia 14, um filme da saga X-Men, passou a apoiar a volta do futebol em pleno auge da pandemia.

O comportamento bipolar, já que seu jornalismo como um todo defende o isolamento social, tem explicação.

"Pagar" as tais 65 partidas aos patrocinadores.

Não se importando em virar parceira do seu pior inimigo, Jair Bolsonaro.

A volta do futebol ao vivo é o que importa.

Certeza dos executivos globais. X-Men mais audiência que jogos antigos

Certeza dos executivos globais. X-Men mais audiência que jogos antigos

Divulgação

A final do Paulista de 2019 chegou a 36,9 pontos.

A decisão do Carioca de 2019, bateu nos 32,9 pontos.

A média dos jogos do Brasileiro de 2019 foi 29 pontos.

Os patrocinadores sentem saudades destes números.

Ninguém paga R$ 1,8 bilhão à toa.

Para perder até 60% de audiência...

Neymar, CR7 e Messi cobram R$ 6 mi por post, veja milionários das redes

Últimas