Cosme Rímoli Federações estudam multas.Aos que sabotarem as festas dos Estaduais

Federações estudam multas.Aos que sabotarem as festas dos Estaduais

Colocar a multa no regulamento dos torneios. É a única saída das Federações para evitar vexames em suas festas. A desmoralização já é enorme

Palmeiras, Internacional, Federação Paulista, vexame, festa

A festa da Federação Paulista em 2018 foi constrangedora. Sem o vice Palmeiras

A festa da Federação Paulista em 2018 foi constrangedora. Sem o vice Palmeiras

Federação Paulista

São Paulo, Brasil

Multa pesada.

Essa é a solução que a Federação Paulista estuda para não ter a sua festa de premiação sabotada como fez o Palmeiras em 2018 e prometia repetir a dose este ano.

Caso o time de Felipão ganhasse o "Paulistinha", o presidente Mauricio Galiotte já havia assegurado a membros de sua diretoria. 

O vexame seria completo.

Ninguém do Palmeiras iria buscar a taça de campeão. 

A festa poderia dar a taça e medalhas apenas ao vice.

Depois, o clube mandaria algum office boy pegar o seu troféu.

Ou  não.

O rancor com a direção da FPF não diminuiu depois da final de 2018.

Pelo contrário, até aumentou.

Por sorte da Federação, Corinthians e São Paulo decidem o "Paulistinha".

As cúpulas de outras federações e até da CBF também podem aderir à esta ideia de multa no regulamento do torneio para o clube que não participar da festa de encerramento das competições.

O que aconteceu ontem no estádio do Grêmio foi desmoralizante para a Federação Gaúcha.

O Internacional deixou o troféu de vice. Não pegou após a final de ontem

O Internacional deixou o troféu de vice. Não pegou após a final de ontem

Federação Gaúcha

O Internacional deixou o troféu de vice estadual.

A direção do clube não autorizou ninguém a pegar a taça.

Assim como as medalhas dos jogadores ficaram abandonadas.

E há o receio que ninguém do Internacional participe hoje da festa oficial do encerramento do Campeonato Gaúcho de 2019.

O clima entre os clubes é bélico, depois que os atletas do Grêmio anunciaram ontem um 'minuto de silêncio' pela 'morte' do Internacional.

Bastaria uma reunião onde a ausência às festas de entregas do troféu seria motivo para multa pesada.

Como as Federações controlam os clubes pequenos, a multa poderia ser incluída no regulamento dos torneios sem a menor dificuldade.

O Palmeiras é o exemplo mais clássico do descaso.

Um ano depois, o clube ainda não foi buscar o troféu e as medalhas de vice campeão paulista de 2018.

O time ainda dominou a seleção do torneio.

Jailson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Victor Luís, Felipe Melo, Lucas Lima, Dudu e Borja foram escolhidos como melhores nas suas posições.

E Jailson o "Craque do Campeonato".

Ninguém foi buscar o seu troféu.

Estão guardados na Federação Paulista de Futebol.

Como a taça e as medalhas.

Se depender de Galiotte, podem ficar lá para sempre...

(E a direção do Internacional cumpriu a promessa. Não foi na festa de encerramento do Campeonato Gaúcho de 2019. Se o Inter vencer no próximo ano, o Grêmio promete o troco...)