Cosme Rímoli Everton Ribeiro negocia. Acabou a euforia no Flamengo

Everton Ribeiro negocia. Acabou a euforia no Flamengo

Bem ao contrário de 2020, o meia não exige continuar na Gávea. Pelo contrário. Deu seu aval e quer ser vendido para o Al Nassr

  • Cosme Rímoli | Do R7

Everton Ribeiro estava apaixonado pela Gávea. Não está mais. Quer voltar para o mundo árabe

Everton Ribeiro estava apaixonado pela Gávea. Não está mais. Quer voltar para o mundo árabe

Conmebol

São Paulo, Brasil

Agosto de 2020.

Representantes do Al Nassr procuram o Flamengo.

Querem saber da possibilidade de comprarem Everton Ribeiro.

Jorge Jesus havia deixado o clube em julho.

Domènec Torrent era o treinador.

O clube disputava a Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro.

O meia estava muito bem, e foi convocado por Tite para os jogos contra a Bolívia e Peru, pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

A esperança de Everton Ribeiro era enorme de disputar a Copa do Qatar.

O jogador também não se animou, mesmo com a possibilidade de ganhar mais. Ele já recebe, entre luvas, salários e direito de imagem, cerca de R$ 900 mil.

Janeiro de 2021.

Os mesmos representantes do Al Nassr procuram o Flamengo.

Querem saber da possibilidade de comprarem Everton Ribeiro.

Desta vez, o roteiro é completamente diferente.

Rogério Ceni é o treinador.

O clube foi eliminado da Libertadores e da Copa do Brasil.

Está apenas na Brasileiro, mas jogando muito mal.

A direção do Flamengo pergunta ao meia se ele quer ir.

Aceita deixar a Gávea.

A direção fica supresa pela convicção do jogador.

Concorda e pede 7 milhões de euros, R$ 46 milhões, pelo atleta.

Mais 3 milhões, R$ 19,7 milhões, se o jogador conseguir algumas metas. Número de jogos, títulos.

Nada mal para o clube que pagou 'só' R$ 22 milhões por ele.

Os árabes esperavam uma pedida mais baixa.

Mas devem dar a resposta até amanhã, por conta da janela de contratações.

Saída de Jorge Jesus comprometeu futebol de vários jogadores. Everton Ribeiro é um deles

Saída de Jorge Jesus comprometeu futebol de vários jogadores. Everton Ribeiro é um deles

Flamengo

A transação pode até não fechar.

Mas serve como referência.

Jogadores estão insatisfeitos na Gávea.

A saída de Jorge Jesus e a chegada de Domènec Torrent e, depois, Rogério Ceni, tirou a força coletiva do time.

A perspectiva de manter a hegemonia da América do Sul e do Brasil não existe mais.

O inseguro Flamengo atual tirou a alegria, a harmonia do elenco.

No ano passado, Everton Ribeiro era a felicidade em pessoa, na Gávea.

E intocável.

Hoje aceita voltar ao mundo árabe, mesmo sabendo que será esquecido por Tite.

Ele treinou e está relacionado para enfrentar o Grêmio.

O presidente Rodolto Landim está fazendo dinheiro, já que o projeto da Libertadores e da Copa do Brasil fracassaram. E o Brasileiro corre muito risco também de não dar certo. 

E vendeu o atacante Yuri César, que estava jogando emprestado ao Fortaleza. Por 6 milhões de dólares, cerca de R$ 32 milhões, ele foi para o Shabab Al Ahli Club, dos Emirados Árabes.

O Al Ain quer Michael. Primeiro por empréstimo. Se der certo, promete comprar o atacante. A negociação pode ser fechada hoje.

Essa transição é típica de time que fracassou na temporada.

A diretoria é clara.

Não há jogadores inegociáveis na Gávea.

Situação impensável há um ano...

Após deixar prisão, ex-seleção uruguaia implora por emprego

Últimas