Cosme Rímoli Devendo R$ 1 bilhão, Timão não paga direito de imagem

Devendo R$ 1 bilhão, Timão não paga direito de imagem

O elenco já é fraco. E ainda não recebe o que tem direito. Clube opta por pagar salários e dever direito de imagem. Já são R$ 87,5 mi

  • Cosme Rímoli | Do R7

Mancini implora paciência e garante que o Corinthians pagará o que deve

Mancini implora paciência e garante que o Corinthians pagará o que deve

Corinthians

São Paulo, Brasil

O Corinthians tem um elenco fraco.

Foram várias reuniões entre Vagner Mancini e a diretoria.

Desde o fim de 2020, quando Duilio Monteiro Alves venceu a luta pela presidência.

Nelas todas, o técnico foi sincero.

Precisa de reforços para montar uma equipe com a história do Corinthians

Só que Duilio não mentiu.

Pediu paciência porque o clube vive a sua maior crise financeira da história.

Por conta do estádio e a péssima administração de Andrés Sanchez.

O dirigente só exigiu um time vibrante, lutador, guerreiro, sobrevivente.

É o que Mancini tem tentado fazer.

Só que ele não contava que, além de o Corinthians não ter poder financeiro para contratar bons jogadores, o clube não consegue pagar em dia o elenco atual.

O Corinthians banca o salário na carteira profissional dos atletas. Até para não perder os jogadores. A lei Pelé proporciona o desligamento se o clube ficar três meses em atraso.

O que várias diretorias fazem?

Pagam em dia os salários.

Mas ficam devendo os direitos de imagem, que muitas vezes, chegam a serem maiores do que os próprios salários.

Essa prática é muito usual no Parque São Jorge.

Mas chegou a números assustadores.

São mais de R$ 87,5 milhões em direito de imagem.

Aos jogadores atuais e ex-atletas.

Sim,  deixam o clube sem receber o que têm direito.

E depois são obrigados a recorrer à justiça para ganhar o que foi combinado.

Cristian, volante, que saiu em 2017, tem R$ 2,5 milhões a receber.

Ao zagueiro Gil, o clube deve R$ 11,6 milhões.

Corinthians publicou a dívida nos direitos de imagem. Mais que dobrou em 2020

Corinthians publicou a dívida nos direitos de imagem. Mais que dobrou em 2020

Reprodução/Balanço 2020

No balanço, o valor chega a R$ 121 milhões porque o clube juntou o que deve ao empresário de Pedrinho, pelos direitos econômicos de sua venda ao Benfica.

Aos jogadores, o valor é de R$ 87,5 milhões.

Mancini, que já trabalhou como gestor no São Paulo, tem acalmado os atletas.

Garantido que o Corinthians pagará o que deve.

De uma forma ou outra.

O acordo é evitar queixas públicas.

Mas o descontentamento é inevitável.

O que só piora a situação de um elenco fraco.

A direção segue lastimando não haver público nos estádios.

E foi uma das mais ativas em relação à volta do futebol.

Em plena pandemia.

Por conta da cota de televisão do Paulista e da Copa do Brasil.

Ela insiste, tenta.

Oferta Luan.

Ao mercado brasileiro e ao exterior.

Para muitos foi chocante a revelação da diretoria.

O clube pagou R$ 28,9 milhões por 50% do atleta.

E não 'só' R$ 22 milhões como era divulgado.

A dívida no balanço de 2020 é de R$ 956,9 milhões.

Com os juros, nestes quatro meses de 2021, passou de R$ 1 bilhão, garantem conselheiros próximos à diretoria.

A situação do clube é caótica...

Tudo definido: Veja como ficaram os grupos da Libertadores 2021

Últimas