Desistência de desembargador abala candidatura de Marco Aurélio

Na renhida disputa pela sucessão de Leco, Cunha sofreu baque inesperado. A desistência de Ferreira Alves para a eleição do Conselho Deliberativo

A candidatura de Marco Aurélio Cunha sofreu uma inesperada perda

A candidatura de Marco Aurélio Cunha sofreu uma inesperada perda

São Paulo

São Paulo, Brasil

Um golpe poderoso.

E difícil de recuperar.

O candidado à presidência do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, tinha com um dos pilares de sua campanha, o desembargador José Carlos Ferreira Alves.

Ele seria candidato à presidência do Conselho Deliberativo.

Seria.

Mas, alegando, de forma surpreendente, ser irreconciliável sua vida na magistratura com a rotina do São Paulo, José Carlos Ferreira Alves desistiu, ontem à noite.

Nos bastidores do Morumbi, os comentários é que o desembargador percebeu que haveria muitas chances de ser derrotado pelo advogado Olten Ayres de Abreu Júnior, candidato à presidência do Conselho Deliberativo que está ao lado de Julio Casares, que postula a sucessão de Leco.

Um desembargador correr o risco de perder eleição, tão importante, para um advogado, é algo representativo. 

Em defesa da tese de José Carlos Ferreira Alves, há uma determinação do Conselho Nacional de Justiça, que determina que a magistratura tenha dedicação exclusiva.

Mas no São Paulo, sua candidatura ao Conselho Deliberativo não decolou.

Outro desembargador, Opice Blum, poderá substituir José Carlos Ferreira Alves. Ele foi candidado derrotado à presidência nas últimas eleições. E já não teria tanta força política quanto Ferreira Alves.

O que é ótimo para Olten e, principalmente, para Julio Casares, que também é candidato a presidente.

Marco Aurélio Cunha está encontrando resistência à sua candidatura.

Por se apresentar como homem da oposição.

Marco Aurélio quer  afastar ao máximo sua imagem de Leco

Marco Aurélio quer afastar ao máximo sua imagem de Leco

São Paulo

Em 2016, Leco chamou Marco Aurélio para ajudá-lo a salvar o São Paulo, que corria risco de rebaixamento.

Além disso, há Roberto Natel, desgostoso por ter perdido a chance de concorrer na ala que Cunha capitalizou.

 Julio Casares segue sua campanha.

Também se afastando da figura de Leco.

Mesmo tendo feito parte do Conselho de Administração.

Julio Casares também quer distância do pior presidente da história

Julio Casares também quer distância do pior presidente da história

São Paulo

Ninguém quer a imagem ligada ao pior dirigente da história do clube.

Presidente algum jamais ficou cinco anos sem a conquista de um título.

O diretor financeiro do clube, Elias Albarello, confirma que o São Paulo deve mais de R$ 300 milhões. 

Com os meses sem futebol, pela pandemia, o cenário é ainda pior.

Salários já atrasaram.

O clima é muito tenso no clube.

Mas algo mudou desde ontem.

Cunha sofreu um golpe terrível para sua candidatura...

Possível affair de Neymar, conheça modeo que está com ele na França