Cosme Rímoli Como antecipou o blog, o Flamengo foi o vitorioso na convocação de Tite. Sem jogadores do Brasil

Como antecipou o blog, o Flamengo foi o vitorioso na convocação de Tite. Sem jogadores do Brasil

A direção do Flamengo havia ido à CBF para exigir que seus jogadores não fossem chamados para enfrentar Argentina e Colômbia nas Eliminatórias. CBF achou melhor não chamar os que atuam no país. Tite teve de concordar

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabigol e Everton Ribeiro não foram chamados. Como exigia a cúpula do Flamengo

Gabigol e Everton Ribeiro não foram chamados. Como exigia a cúpula do Flamengo

Lucas Figueiredo/CBF

São Paulo, Brasil

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Gabriel Chapecó (Grêmio);

Laterais: Danilo (Juventus), Emerson Royal (Tottenham), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid);

Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Lucas Veríssimo (Benfica), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea);

Meios-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United), Gerson (Olympique de Marselha), Lucas Paquetá (Lyon) e Philippe Coutinho (Barcelona);

Atacantes: Antony (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Matheus Cunha (Atlético de Madrid), Neymar (PSG) e Raphinha (Leeds).

Como o blog publicou há nove dias, a pressão iniciada pelo Flamengo deu certo. A direção da CBF decidiu aceitar a reinvindicação óbvia. Clubes brasileiros que cedem jogadores à Seleção, Flamengo, Palmeiras e Atlético, estarão envolvidos em partidas fundamentais do Brasileiro. Além de palmeirenses e flamenguistas estarem a 11 dias da final da Libertadores.

Fora isso, o fim da hipocrisia. O Brasil está classificado para o Mundial do Catar, com 31 pontos. A competição é fraquíssima. Com 11 partidas, o país venceu dez e empatou uma.

Tite acatou a determinação do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Sem jogadores do Brasil nas partidas contra a Colômbia e a Argentina, nos dias 11 e 16 de novembro. Em São Paulo e em Buenos Aires. A exceção foi o goleiro Chapecó, reserva no Grêmio, mas Tite o vê com grande potencial.

"Chegamos a um consenso de ceder, nesta janela, e não convocar jogadores do Brasil, com exceção de um atleta. Mas todos os clubes estão cientes de que, em caso de lesão ou suspensão, podemos convocar atletas do Brasil", avisou o coordenador Juninho.

Vinícius Júnior, há três dias, capa do jornal espanhol A. 'O melhor jogador da Liga'

Vinícius Júnior, há três dias, capa do jornal espanhol A. 'O melhor jogador da Liga'

Reprodução/AS

A novidade é Philippe Coutinho, recuperado de contusões. Mas que não vem jogando grande futebol no Barcelona.

E a enorme injustiça é Vinícius Júnior. O jogador do Real Madrid é um dos maiores destaques atuais do futebol espanhol. É deixado de lado, talvez não por coincidência. Ele postou em suas redes sociais que voltava a ser feliz ao retornar da Seleção ao Real.

Apesar da grande fase, Tite apenas o convocava, jamais deu sequência ao jogador na Seleção.

O técnico, como de costume, nas "perguntas incômodas", foi superficial em relação a Vinícius Júnior na coletiva de hoje, após a convocação.

"Um grande jogador, com potencial de crescimento impressionante, num grande momento no clube. Que concorre naqueles atletas, digamos assim, atacantes agressivos. Agudo, o ponta que vai para dentro. O desempenho e a oportunidade que Raphinha e Antony tiveram, foi um momento importante para a convocação, com todo o respeito nessa concorrência leal que a gente procura."

Sobre Philippe Coutinho, o treinador mostrou sua tradicional incoerência. Ele sempre afirma que convoca os jogadores que estão em seu melhor momento. E não é segredo que Coutinho não está.

"Nós procuramos ter uma série de atletas. Fica prejudicada a convocação dos 'atletas brasileiros'. Qual a posição do Couto? Ele é um meia articulador. Everton Ribeiro, infelizmente não foi possível. Seria o jogador? Seria o jogador do Flamengo convocado. E aí nós temos outras opções. Um grande jogador retomando seu padrão, e é uma oportunidade de ele estar retomando naquela função."

Philippe Coutinho, fraco futebol no decepcionante Barcelona sem Messi. Convocado

Philippe Coutinho, fraco futebol no decepcionante Barcelona sem Messi. Convocado

AFP

Richarlison não foi chamado por estar voltando de contusão.

A convocação dos estrangeiros, feita por Tite, deixa evidentes duas situações.

A vontade de pacificação do presidente interino da CBF, com vitória dos clubes.

E a liderança do Flamengo nos bastidores...

Paulistão: conheça todos campeões do estadual mais antigo do Brasil

Últimas