Libertadores

Cosme Rímoli Com 'fome' de Libertadores e Brasileiro, Dudu surpreende o Palmeiras

Com 'fome' de Libertadores e Brasileiro, Dudu surpreende o Palmeiras

Jogador está muito motivado. Voltou do Catar, treinou forte nas férias. E pronto para entrar no time. Quer vencer a Libertadores e o Brasileiro. Mais do que tudo, está em paz. Com novo casamento

  • Cosme Rímoli | Do R7

Dudu está disposto a fazer sua melhor temporada da carreira no Palmeiras

Dudu está disposto a fazer sua melhor temporada da carreira no Palmeiras

Reprodução/Instagram Dudu

São Paulo, Brasil

Surpreendente.

Essa é a palavra mais ouvida no Palestra Itália em relação a Dudu.

O técnico Abel Ferreira e até o presidente Mauricio Galiotte esperavam um jogador muito diferente do que voltou ao Palmeiras.

Galiotte acreditava que encontraria um atleta frustrado, tenso, porque o Al Duhail, clube bilionário que o levou ao Catar por empréstimo, não exerceu o direito de compra, depois de um ano.

Muito pelo contrário, o atacante voltou motivado. Ele tem o direito a uma multa de 2,5 milhões de euros, cerca de R$ 15,4 milhões. Fora o fato dele ter recebido por 12 meses, cerca do dobro que ganha no Palmeiras, perto de R$ 2 milhões.

Dudu queria ficar no Catar se houvesse a possibilidade de ser naturalizado e disputar a Copa do Mundo do ano que vem pelo país anfitrião. Mas a Fifa mudou a legislação justamente no período que o atacante estava no Al Duhail. Ele teria de atuar no Catar há pelo menos três anos.

O Al Duhail é um clube que costuma contratar vários jogadores por empréstimo e depois devolvê-los. Dudu teve uma participação muito boa no Catar. Foram 35 partidas, 15 gols e 17 assistências. Mas ele não caiu nas graças do treinador francês Sabri Lamouchi, de origem tunisiana.

E o empréstimo valeu 7 milhões de euros, cerca de R$ 43 milhões, ao Palmeiras. O clube catariano deveria pagar mais 6 milhões de euros, cerca de R$ 37 milhões para comprar o jogador.

Galiotte percebeu que Dudu voltou em paz. Resolveu o problema grave que tinha com a ex-esposa, que valeu até vídeos gravados de empurrões e provocações da mulher. A situação foi resolvida com esse ano Catar.

Abel Ferreira e Dudu. Cumplicidade. Os dois estão obcecados pela Libertadores e Brasileiro

Abel Ferreira e Dudu. Cumplicidade. Os dois estão obcecados pela Libertadores e Brasileiro

Cesar Greco/Palmeiras

Dudu quer fazer a melhor temporada de sua carreira.

E, em 2022, voltar ao Exterior, para um último contrato de alto valor na carreira, já que completará 30 anos. O contrato com o Palmeiras vai até 2023.

Por isso, fez questão de treinar muito nas férias de junho. Abel Ferreira ficou muito contente ao saber do estado físico do atacante. Os treinamentos no Catar são menos intensos do que no Brasil. Em pouco tempo, nestes 13 dias, ele está 90% do nível dos companheiros.

Ele foi acompanhado, no mês passado, por preparadores físicos palmeirenses, por vídeo. E o jogador se empenhou de verdade nos treinos, durante as férias.

Tecnicamente, ele segue muito habilidoso, driblador. Abel tem gostado cada vez mais dos seus treinos.

Ele entrou nos últimos minutos da vitória do Palmeiras sobre o Santos. Entrou aos 42 minutos do segundo tempo, com a camisa 4+3. Porque a camisa 7 agora pertence a Rony.

Dudu foi para o Chile, ficará no banco, contra a Universidad Católica, na primeira partida das oitavas-de-final, amanhã, em Santiago.

Não é uma arma secreta. É uma arma pública que o português Abel Ferreira pretende utilizar. Até que o jogador adquira ritmo. O treinador está mesmo realizado, feliz com o grande reforço que tanto sonhava e que já pertencia ao Palmeiras.

O clube conseguiu até antecipar, junto à Fifa, o retorno da atleta, que, teoricamente, só deveria entrar em campo em agosto, quando a janela do Exterior estará aberta. O Palmeiras alegou o caos que ficaram as transferências com a pandemia.

O atacante está fisicamente muito bem, segue com a qualidade técnica indiscutível e, a novidade, depois de um ano, em paz psicologicamente, com nova família.

"O Dudu pode jogar em todas as posições, na 11, na 10, na 7 ou ao meu lado no banco. É um jogador com muita qualidade, que regressa com muita vontade, foi um jogador que casou há pouco tempo, foi fazer sua lua de mel", resume Abel, muito empolgado.

Os dois conversaram muito e está claro que têm a mesma fixação em 2021: vencer a Libertadores e o Brasileiro. Esta é a missão que ambos estão empenhados.

O atacante está obcedado.

Tem a certeza que o clube 'tem tudo' para ganhar as duas competições.

O retorno de Dudu ao Palmeiras não poderia ser melhor...

Palmeirenses na lista: Boleiros desrespeitam protocolos em festas

Últimas