Cosme Rímoli Ameaçado de demissão dirigente que ofendeu torcida do Flamengo

Ameaçado de demissão dirigente que ofendeu torcida do Flamengo

Ao desconfiar que torcedor comum do Flamengo não saiba escrever Mickey, diretor do Flamengo entra na rota de choque. E pode ser demitido

Mickey Flamengo, Cotta Mickey, Flamengo, Abel Braga, demissão Cotta Mickey

Dirigente conseguiu despertar a ira dos torcedores do Flamengo

Dirigente conseguiu despertar a ira dos torcedores do Flamengo

Flamengo

São Paulo, Brasil

"Da forma que foi escrito, Mickey certo, todo certinho, não foi a torcida, né?

Aquilo é político."

Cacau Cotta, diretor de Relações externas do Flamengo, na TV Bandeirantes.

"Usar uma palavra em inglês não é natural de um torcedor comum."

Cacau Cotta, diretor de Relações Externas do Flamengo, na Fox Sports.

Em duas entrevistas curtas, o dirigente conseguiu desviar o foco, a revolta da torcida do Flamengo das costas do técnico Abel Braga.

Ele pulou no olho do furacão.

De maneira preconceituosa, Cotta deixou claro que não acredita que o torcedor flamenguista comum possa escrever Mickey de maneira correta.

Rebaixou intelectualmente cerca de 40 milhões de torcedores, que ele próprio representa, como dirigente do Flamengo.

O caos no qual se meteu nasceu em uma pixação na Gávea.

A frase escrita é impublicável.

"Copa Mickey é o car..."

O foco era a pressão para a saída de Abel Braga. O treinador faz um trabalho decepcionante com o caríssimo elenco que possui.

Mas Cacau Cotta conseguiu puxar para ele a revolta dos flamenguistas.

Ele está sendo seriamente pressionado pela diretoria de Rodolfo Landim.

Há vários conselheiros e aliados de Landim que querem a demissão sumária.

De acordo com eles, não há desculpa para atacar a torcida flamenguista desta maneira tão tosca.

Ele procurou se desculpar nas redes sociais.

"Se o torcedor do Flamengo está chateado e está sendo usado também por essa mesma turma que fez a pichação, é que se eu torcedor como vocês, apaixonado, choro, rio, torço como vocês.

Quem sabe da minha vida, da minha história, nasci do lado do Maracanã, sou torcedor de geral, arquibancada até chegar dirigente.

Jamais ia desmerecer o torcedor do Flamengo. Se foi entendido assim, eu peço desculpas ao torcedor, mas essa não foi a intenção em nenhum momento, porque eu me coloco eles. Eu sou como eles, e a minha raíz é como eles."

Mickey escrito corretamente despertou a desconfiança do diretor

Mickey escrito corretamente despertou a desconfiança do diretor

Reprodução/Instagram

Só que as desculpas não foram aceitas.

Ele continua massacrado pelos torcedores.

Flamenguistas exigem sua saída.

Agora, mais do que a de Abel Braga.

Situação ridícula...

Torcedores ironizam diretor do Flamengo e adaptam pichações