Cosme Rímoli Abel ameaça. Se for ele o problema do Palmeiras, vai embora

Abel ameaça. Se for ele o problema do Palmeiras, vai embora

As críticas pela perda de dois títulos inéditos e importantes não diminuem. Abel está irritado. E garante que não ficará atrapalhando...

  • Cosme Rímoli | Do R7

Abe está irritado. Com a diretoria que aceita jogos em seguida. Seu trabalho é prejudicado

Abe está irritado. Com a diretoria que aceita jogos em seguida. Seu trabalho é prejudicado

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

"Quero deixar um aviso.

"Para toda a gente: quando eu for o problema do clube, eu deixo de ser o problema do clube.

"Da mesma maneira que decidi em um dia vir para cá, quando o treinador for o problema do clube, nós resolvemos

Disse ontem à noite, depois do péssimo empate contra o Botafogo,em Ribeirão Preto

O técnico se aborreceu pela pichacão nos muros do Palmeiras, depois da derrota para o São Paulo em Pleno Allianz Parque, na sexta-feira à noite.

A raiva é muito mais profunda do que as pichações. Aliás, neles, ele recebiu um singelo convite para 'acordar', sugerido por torcedores organizados.

O português não se importou com a cobrança pública.,

Seu aborrecimento vem da falta de capacidade da diretoria palmeirense.

Ele percebeu muito bem que a razão do desconforto vem da diretoria.

Incompetente para evitar que o clube se envolvesse em duas finais, seguidas, sem descanso

Vieram as previsíveis perdas de decisões.

Dois títulos em três dias, Abel Ferreira fica tenso ao ouvir essa cobrança.

Abel se queixou com Anderson Barros, que levou a questão ao presidente Galiotte. Mas o Palmeiras não conseguiu nada na Conmebol e na CBF.

Os três jogos seguido, e decisvos do Palmerias foram mantidos.

Primeiro Defensa y Justicia, depois o Flamengo, e outra vez Defensa y Justicia.

Vieram as perdas dos títulos.

O desalento dos torcedores, dos conselheiros e de membros da diretoria.

Aliás, Galiotte preferiu não defender Abel Ferreira publicamente.

O técnico que se virasse.

Para não chamar ainda mais  a atenção.

Em relação ao indecente Campeonato Paulista, com jogos com descanso de apenas dois dias.

"Sempre sou eu a dar a cara sobre isso. Não sou eu que decido, que organizo. Sou o treinador. Não vou mais falar sobre questões políticas, sobre essas questões alguém do clube tem que dar a cara, pois eu não vou falar mais sobre essas questões."

Na Grécia, Abel fazia um trabalho aceitável no PAOK da Grécia, mas começou a criar problemas ao querer renovar time. Via titulares acomodado. O impasse permanecia quano o Palmeiras chegou e o contratou.

A alegria de Abel Ferreira, com a conquista da Libertadores de 2020, passou. Ele está irritadiço

A alegria de Abel Ferreira, com a conquista da Libertadores de 2020, passou. Ele está irritadiço

Palmeiras

Aos 42 anos, ele tem o gênio forte.

Se não tiver um bom ambiente para trabalhar, ele não pensa duas vezes para ir embora.

Abel Ferreira quer mais respaldo dos dirigentes.

Atitude.

Ele não quer ser o bode espiatório.

Muito menos se defendendo de atribuições que não são suas.

Abel sabe que está valorizado.

Recebeu comenda em Portugal

Os funcionários palmeirenses já pintaram os muros de verde.

Mas o clima tenso continua.

Não será surpresa se houver cobrança das organizadas no embarque.

Abel Ferreira é intolerante.

Não permitirá que seus jogadores sejam perseguidos, humilhados.

Abel tem gênio muito forte.

E não está brincando quando diz que se o problema for o técnico, ele realmente pode arrumar as malas e ir embora do Palmeiras,.

A situação é mais pesada do que parece...

Últimas