Cosme Rímoli A última esperança de o Corinthians continuar com Vítor Pereira. Uma viagem dele com a esposa pelo Brasil. Situação surreal

A última esperança de o Corinthians continuar com Vítor Pereira. Uma viagem dele com a esposa pelo Brasil. Situação surreal

O treinador já aceitou seguir no Parque São Jorge em 2023. Mas ele só assinará contrato se a esposa concordar em ficar no Brasil. Uma viagem depois do Campeonato Brasileiro definirá a situação

  • Cosme Rímoli | Do R7

Vítor Pereira. Viagem com a esposa pelo Brasil. Última tentativa de ficar no Corinthians

Vítor Pereira. Viagem com a esposa pelo Brasil. Última tentativa de ficar no Corinthians

Corinthians

São Paulo, Brasil

Vítor Pereira cumpriu o que prometeu à diretoria.

Classificou o Corinthians para a Libertadores da América de 2023.

Da melhor maneira possível, vencendo o Flamengo em pleno Maracanã. Contra o time e no local em que perdeu a final da Copa do Brasil. 

Garantiu 61 pontos ao clube, terceiro no Brasileiro, faltando três rodadas para o campeonato acabar. O país terá direito a seis vagas na fase de grupos da Libertadores do próximo ano. E uma delas matematicamente é do Corinthians.

Depois do feito, o presidente Duilio Monteiro Alves ficou ainda mais convicto de que Vítor Pereira é o "melhor treinador" para o Corinthians em 2023.

Ele tem insistido com Vítor desde agosto, quando o treinador avisou que teria de voltar para a Europa, por conta de sua família.

A situação chegou aos conselheiros do clube e à imprensa, como costuma acontecer no Parque São Jorge.

Daí o questionamento insistente em relação à família para o técnico.

Ele já vinha se irritando.

Até que a gota d'água foi quando foi perguntado sobre quem mandava na sua casa, se ele ou a esposa (Fátima).

Vítor ficou possesso, raivoso, tenso.

Porque esse assunto é muito delicado para ele.

A esposa e os três filhos moram em Espinho, cidade a 25 quilômetros do Porto, em Portugal.

Vítor Pereira e Fátima em Portugal.  A família será decisiva na sequência ou no adeus ao Corinthians

Vítor Pereira e Fátima em Portugal. A família será decisiva na sequência ou no adeus ao Corinthians

Reprodução/Twitter

E não bastasse a questão da escolaridade dos filho, a sogra do treinador está com sérios problemas médicos. Sim, até isso os conselheiros corintianos ficaram sabendo.

Assim como o plano mais singelo criado por Vítor Pereira para tentar ficar pelo menos mais uma temporada no Corinthians.

Ele trará a família para passar férias no Brasil.

Mal termina o Campeonato Nacional, daqui dez dias, e o treinador fará uma viagem turística com os familiares.

Adilson Monteiro Alves tem tanta certeza de que Vitor convencerá Fátima que não está aceitando a oferta de empresários. Não quer pensar em outros treinadores.

O presidente corintiano também tem conversado com o empresário do técnico, o iraniano naturalizado inglês Kia Joorabchian, ex-presidente da MSI, que dominou o futebol do Corinthians.

Vítor tem mercado na Europa.

Foi bicampeão português com o Porto.

Seu prestígio é maior do que o de Abel Ferreira.

Nas redes sociais, torcedores corintianos prometem seguir firme com a campanha "Fica Vítor Pereira" nos últimos jogos do clube em 2022.

O resumo da situação é claro.

Vítor Pereira foi convencido por Adilson Monteiro Alves a ficar.

Há a promessa de reforços que farão o time lutar pelo título da Libertadores.

O problema está na esposa, Fátima, que deseja que ele volte para Portugal.

O técnico quer que ela aceite morar em 2023 no Brasil.

A viagem será rápida, já que o treinador e sua família passarão as festas do fim de ano na Europa.

Logo após o passeio pelo Brasil, Vítor dará sua resposta final.

O pessimismo diminuiu no Parque São Jorge.

A torcida de Adilson Monteiro Alves é uma só.

Que a viagem de Vítor, Fátima e os filhos não seja de despedida do Brasil...

'Quem tem mais, tem 11': Palmeiras dispara no ranking de campeões brasileiros

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas