Cosme Rímoli A hora da verdade para Rogério Ceni. Diretoria analisa fracassos

A hora da verdade para Rogério Ceni. Diretoria analisa fracassos

Além das eliminações na Copa do Brasil e Libertadores, o time despenca do Brasileiro. Derrota coloca seu emprego sob risco

  • Cosme Rímoli | Do R7

Rogério Ceni tem o vice de futebol, Marcos Braz, como seu maior escudo. Situação tensa

Rogério Ceni tem o vice de futebol, Marcos Braz, como seu maior escudo. Situação tensa

Flamengo

São Paulo, Brasil

"Eu só lamento porque eu vim para o Flamengo para ser campeão e a gente tá deixando passar as oportunidades.

"e é por culpa nossa, minha.

A gente até faz por merecer em alguns momentos.

"Mas não é efetivo."

As palavras de Rogério Ceni perdem força.

Ainda mais depois da derrota de hoje, diante do Ceará, no Maracanã, por 2 a 0

A decepcionante campanha do treinador que largou o Fortaleza, foi eliminado da Libertadores, da Copa do Brasil e segue com o time estagnado na quarta colocação, é motivo de análise séria na Gávea.

Faltam dez partidas para o Brasileiro acabar.

A frustração com seus 12 jogos, quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas, é enorme.

A ponto da indefinição da diretoria,  se vale a pena seguir ou não com o treinador no comando da equipe.

"No futebol não existe garantia. Até agora, os resultados são ruins perto do que esse time pode conseguir. A diretoria é soberana. Ela tem o direito de tomar qualquer decisãdiz o óbvio Rogério Ceni. 

Ele sabe que ainda tem o vice Marcos Braz como escudo.

Até porque uma nova troca faltando poucos jogos para o Brasileiro acabar seria caótica.

Poderia deixar o ambiente mais tenso, pesado.

Esta é a postura de Braz.

A de Rodolfo Landim é de profunda decepção.

E dúvida se vale a pena seguir com Ceni.

A partir que o Campeonato Nacional acabar, a história tem enorme chance de mudar, caso o time não tenha uma reação arrebatadora.

A demissão será sumária.

Bastasse o melhor elenco do Brasil vencesse dois adversários mais fracos: o Fluminense e o Ceará. E o clube estaria a apenas um ponto do líder São Paulo. Só que vieram duas derrotas.

A de hoje, com consequências no elenco.

Ceni desprezou Hugo, Nathan e a estrela Gabigol.

Arriscou colocando César, Gustavo Henrique e Pedro.

Ceará não se dobrou ao Flamengo. Guto Ferreira explorou falhas defensivas de Ceni

Ceará não se dobrou ao Flamengo. Guto Ferreira explorou falhas defensivas de Ceni

Fausto Filho/CearaSC.com

O time até que teve uma postura corajosa, marcando sob pressão, tendo o domínio do jogo.

Apesar da ótima estrutura tática do Ceará, montada por Guto Ferreira.

Mas falhas na defesa permitiram a vitória por 2 a 0.

Segue a nítida impressão que o time perdeu confiança.

Sem Jorge Jesus.

Rogério Ceni tem desempenho pior do que Domènec Torrent.

O espanhol chegou a 64,1% de aproveitamento.

Longe dos 81,3% de Jesus.

"Os times adversários aproveitam as poucas oportunidades e convertem. Isso significa que temos mais oportunidades. Ela entrar ou não é mais difícil de responder. Em 2019, tudo convergiu para as coisas acontecerem. O trabalho que a gente faz é o melhor possível."

Ceni deixa claro.

Os jogadores seguem presos à temporada fantástica de 2019.

Só que a maioria, individualmente, não estão rendendo.

E taticamente, Ceni não conseguiu estruturar o time.

O Flamengo terá pela frente dez jogos.

A diretoria, como sempre faz, costuma se reunir com o treinador na segunda-feira.

Principalmente quando os resultados não são satisfatórios.

Não era segredo que Vina seria o principal atacante do Ceará. Mesmo assim teve liberdade

Não era segredo que Vina seria o principal atacante do Ceará. Mesmo assim teve liberdade

PAULO SÉRGIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 10/1/2021

A pressão de torcedores pela demissão de Ceni é enorme.

Chega até alguns conselheiros.

Mas quem decide é Landim.

Ele é testemunha do empenho de Ceni.

Mas os resultados são decepcionantes.

E podem ter consequências.

Antes mesmo de o Brasileiro acabar...

Últimas