Cosme Rímoli 'Senna, Piquet e Fittipaldi foram acaso. Mesmo sem 'pilotos de ponta', o brasileiro ama a F1.' Castilho de Andrade

'Senna, Piquet e Fittipaldi foram acaso. Mesmo sem 'pilotos de ponta', o brasileiro ama a F1.' Castilho de Andrade

Dono de uma das carreiras mais brilhantes do jornalismo esportivo do país. Castilho de Andrade. De chefe de reportagem do Jornal da Tarde, a 'garotinho surpresa' de Osmar Santos a diretor de imprensa da F1 no Brasil

  • Cosme Rímoli | Do R7

São Paulo, Brasil

Dono de uma das carreiras mais brilhantes, e ecléticas, do jornalismo esportivo deste país.

Castilho de Andrade.
Chefe de reportagem do Jornal da Tarde, 'Garotinho Surpresa' da equipe de Osmar Santos, na rádio Globo; diretor de imprensa de Fórmula 1 no Brasil.
Castilho participou da revolução imposta pelo JT na cobertura esportiva.
Criativo, provocador, sem medo, incentivou pautas questionando o comando do esporte nacional, que estava nas mãos de generais, em plena Ditadura Militar.
Com raciocínio eletrizante, conseguia surpreender nas transmissões do melhor narrador de todos os tempos, Osmar Santos.
Osmar adorava sua inteligência, perspicácia e 'cara de pau' com intervenções inesperadas e marcantes.
Foi o narrador que o batizou como 'Garotinho Surpresa'.
Nunca se sabia que aspecto do jogo Castilho iria trazer à tona.
Eclético, já passou por apuros.
Como na Olimpíada da Rússia. Com cabelos compridos e camiseta com desenho de Mickey Mouse, símbolo do capitalista Estados Unidos, apanhou de russos comunistas.
Também acolheu em casa, Telê Santana, quando morou na Espanha, e o treinador preparava a Seleção espetacular de 1982.
Lembra de Ayrton Senna invadindo a redação do JT, pedindo espaço nas páginas do jornal.
Há 18 anos é o diretor de imprensa de Fórmula 1, no Brasil.
Ele destaca que, mesmo sem 'pilotos de ponta', o amor dos brasileiros pela categoria só aumenta.
Todos os Grandes Prêmios seguem lotados.
Revela: foi o Brasil que escolheu fazer uma das últimas corridas da temporada.
E não uma das primeiras.
Suas análises dos principais pilotos brasileiros da F1 são brilhantes.
Castilho de Andrade tem 75 anos.
Com a assustadora energia de quem tem 40 anos.
Seu RG parece não corresponder à realidade.
São tantas histórias, que parecem a de uma pessoa que viveu, pelo menos, seis vezes.
Privilégio entrevistar um jornalista esportivo tão importante ao país...

Castilho de Andrade. Um dos mais ecléticos e importantes nomes do jornalismo esportivo do Brasil

Castilho de Andrade. Um dos mais ecléticos e importantes nomes do jornalismo esportivo do Brasil

Reprodução/Instagram

A entrevista completa está no Canal do Cosme Rímoli no YouTube.

No canal, há entrevistas exclusivas com Denilson, Casagrande, Juca Kfouri, PVC, Cleber Machado, Mauro Naves, Silvio Luiz, Milton Neves, Zetti, Marília Ruiz, Benjamin Back, Hortência, Flávio Gomes, Mylena Ciribelli, Dodô, Milly Lacombe, André Hernan, Reinaldo Gottino, Fernando Fernandes, Falcão, Mauro Betting, Mauricio Noriega, André Henning, Wagner Ribeiro, Chico Lang, Salvio Spindola, Marco Aurélio Cunha, Fábio Altman, Mano, Zanardi, Edu Dracena, Ney Franco, Reinaldo Carneiro Bastos, Osmar Garraffa, Nelsinho Baptista, Follmann, Flávio Prado, Jorge Nicola, Vessoni, Marco Aurélio Souza, Wanderlei Nogueira.

Toda semana há uma nova entrevista...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas