Cosme Rímoli A constrangedora situação de Luan. Corinthians quer emprestá-lo de graça ao Santos. Pagando seus salários. Tudo para que vá embora

A constrangedora situação de Luan. Corinthians quer emprestá-lo de graça ao Santos. Pagando seus salários. Tudo para que vá embora

Luan conseguiu ser pior do Paulo Nunes e Alexandre Pato. A desilusão é imensa. Só perde para a vontade de que ele saia do Parque São Jorge. Encostado por Vítor Pereira. Santos quer

  • Cosme Rímoli | Do R7

Luan não fica nem no banco há mais de 100 dias. 'Sua' camisa 7, 'doada' por Marcelinho foi para Yuri Alberto

Luan não fica nem no banco há mais de 100 dias. 'Sua' camisa 7, 'doada' por Marcelinho foi para Yuri Alberto

Reprodução/TV Corinthians

São Paulo, Brasil

É vergonhoso.

Emprestar, de graça.

Ainda pagar salários para que defenda um rival. 

Mas foi a única saída encontrada pela diretoria do Corinthians.

O presidente Duilio Monteiro Alves sabe que o clube já gastou mais de R$ 53 milhões com Luan.

Foram R$ 29 milhões por 50% dos seus direitos, pagos ao Grêmio.

Mais R$ 24 milhões de salários e luvas, desde janeiro de 2020.

Ele recebe R$ 700 mil mensais.

Tem contrato até o final de 2023.

Em 2022, entrou em campo apenas três vezes. Nenhuma delas com Vítor Pereira, que já foi avisado, ao chegar, da situação de Luan.

O meia foi enorme decepção no Parque São Jorge. Apático, sem vibração, burocrático. Suas arrancadas, dribles objetivos, gols e assistências ficaram no passado.

O Corinthians já tentou de tudo para se livrar 'do rei da América', escolhido pelo jornal uruguaio El País,  depois do título do Grêmio na Libertadores em 2017.

Foram algumas sondagens do Bahia e Sport.

Mas o clube paulista queria que os clubes bancassem o salário do jogador.

As duas equipes desistiram.

Luan não fica nem mais no banco de reservas. Mais de 100 dias sem ser relacionado para jogar

Luan não fica nem mais no banco de reservas. Mais de 100 dias sem ser relacionado para jogar

Reprodução/Premiere

A direção já o procurou tentando fazer um acordo. E rescindir o contrato.

Só que Luan sabe. Aos 29 anos, ele não vai ganhar R$ 700 mil por mês em clube algum.

Daí, a opção por apenas treinar e receber.

Não se importou nem com a diretoria 'tirando' sua camisa 7, que 'ganhou' de Marcelinho Carioca. E foi repassada para Yuri Alberto.

Poucas vezes os dirigentes que comandam o Corinthians afirmam ter encontrado jogador tão passivo.

Luan só conseguiu entrar em campo 80 vezes, desde que foi contratado.

Fez apenas 11 gols.

Sua avaliação no site especializado em venda de jogadores, o transfermkt, o meia vale examente  um décimo de 2018. A avaliação é que seus direitos custavam 20 milhões de euros, cerca de R$ 105 milhões. Hoje, vale, 2 milhões de euros, perto de R$ 10,5 milhões.

Luan segue impassível, mesmo diante da pressão para que vá embora.

Orientado por empresário e advogado, segue cumprindo sua missão, treinando. Ir ou não para as partidas. Ou seja, é Vítor Pereira quem define quem joga ou não.

Luan foi eleito o "Rei da América" em 2017. Depois daquele ano, o bom futebol desapareceu, sumiu

Luan foi eleito o "Rei da América" em 2017. Depois daquele ano, o bom futebol desapareceu, sumiu

Reprodução/El País

A direção do Santos estava, a pedido de Lisca Doido, interessada em Ramiro. O jogador voltou do empréstimo de um ano para o Al-Wasl, dos Emirados Árabes. O Corinthians ainda espera uma boa proposta financeira. Mesmo com o jogador de 29 anos tendo contrato até o final deste ano.

Duilio se encontrou com o presidente do Santos, Andrés Rueda, no domingo.

A primeira proposta, pedida pelo técnico Lisca Doido, era pela versatilidade de Ramiro.

Mas Duilio resolveu oferecer 'de graça' Luan. Pagando cada centavo de salário.

O dirigente corintiano queria se livrar dessa situação, que se arrasta desde 2020.

Luan, pela primeira vez, deu sinais de que assume o fracasso.

E quer ir para outro clube.

Mas com a garantia que receberá o seu 'sagrado' salário até o final de 2023.

Pois Duilio jurou a Rueda que o Santos não pagará nada pelo jogador.

Está previsto um encontro final, que definirá a situação, ainda hoje, terça-feira.

Com o Corinthians pagando para não ter Luan no elenco.

Sua situação é lastimável.

Não fica nem sequer no banco de reservas há cerca de 100 dias.

Há inúmeros jogadores que aceitaram a rescisão, humilhados.

Luan, não.

Segue fazendo o mínimo para receber R$ 700 mil mensais.

E ponto final.

O Grêmio, clube onde se destacou, não quis o meia de volta.

Vale repetir.

Com toda essa situação, ele já embolsou mais de R$ 24 milhões.

Há ainda 16 meses para receber R$ 700 mil.

Ou seja, mais R$ 11,2 milhões, do Corinthians.

Negociação vexatória.

Cuja responsabilidade é toda do ex-presidente Andrés Sanchez.

E o dinheiro sai dos cofres corintianos...

Hulk Iraniano passa vergonha com nocaute em primeira luta no boxe

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas