Olimpíadas Com um a menos, Argentina perde para Austrália na estreia do futebol

Com um a menos, Argentina perde para Austrália na estreia do futebol

Após ficar de fora nos dois últimos Jogos Olímpicos, a seleção australiana começou bem e fez um gol em cada etapa nesta quinta

  • Olimpíadas | Do R7

Austrália venceu a Argentina por 2 a 0

Austrália venceu a Argentina por 2 a 0

Kim Hong-Ji/REUTERS

A seleção da Argentina começou mal a caminhada em busca da terceira medalha de ouro no futebol em Jogos Olímpicos. No jogo válido pelo grupo C, na manhã desta quinta-feira (22), os argentinos perderam por 2 a 0 para a Austrália.

A seleção australiana de futebol busca em Tóquio 2020 atingir seu melhor desempenho em Olimpíadas e, assim, conquistar uma medalha. A melhor campanha da história da Austrália foi em Barcelona 1992, quando perdeu a disputa de bronze para a seleção de Gana. A última vez que a seleção da Oceania disputou uma Olimpíada foi em Pequim 2008, ficando de fora das últimas duas edições.

No outro jogo do grupo, Egito e Espanha empataram por 0 a 0, também na manhã desta quinta-feira. O próximo jogo da Argentina é no domingo (25), às 4h30, contra o Egito. Enquanto a seleção australiana volta a campo contra a Espanha, também no domingo, às 7h30.

O jogo

A partida começou equilibrada, com as duas seleções tentando, sem sucesso, criar lances ofensivo pelos lados do campo. Até que aos 13 minutos, após um lançamento em uma falta da defesa australiana, o lateral-esquerdo King cruzou na área e o atacante Wales abriu a placar.

Logo depois de sofrer o gol, a Argentina partiu para cima em busca do empate. Aos 17 minutos, o argentino Valenzuela recebeu na área e quase marcou, mas a bola que ia para o gol foi desviada para escanteio pela defesa australiana.

A Austrália voltou a assustar aos 28 minutos, quando McGree recebeu a bola na área em um cruzamento pela direita e tentou uma bicicleta, obrigando o experiente goleiro argentino Cristian Ledesma, único com mais de 24 anos na Argentina, a fazer a defesa.

O ataque não abalou os argentinos, que seguiram comandando a partida e tentando encontrar lances ofensivos, até que aos 33 minutos, o meio-campista Esequiel Barco deu um belo chute que acertou o travessão do goleiro australiano.

Antes do primeiro tempo acabar, o jogo voltou a esquentar. Primeiro, a seleção australiana conseguiu chegar novamente pela esquerda e, após cruzamento na área, quase Wales faz o segundo, parando na trave. Após a conclusão do lance, no entanto, foi marcado o impedimento.

Depois, já nos acréscimos, a Austrália avançou pela direita, e o argentino Ortega cometeu uma falta na linha de fundo próximo da grande área. O lateral esquerda recebeu cartão amarelo pelo lance.

Antes da falta ser cobrada, jogadores das duas seleções ficaram se empurrando na marcação à espera do cruzamento. Para advertir, o juiz deu amarelo para o australiano McGree e o segundo para Ortega, que foi expulso de campo. Na cobrança da falta não houve perigo, e o primeiro tempo acabou com a Argentina com prejuízo duplo: atrás do placar e com um jogador a menos.

Na volta do intervalo, a Austrália já se lançou para o ataque e com um minuto de jogo finalizou uma vez na trave, com o atacante Duke, e outra obrigando Ledesma a fazer uma boa defesa.

Depos disso, o jogo esfriou, e mesmo com a Argentina tentando controlar o jogo, mas sem muito sucesso no ataque, foi a Austrália que voltou a causar perigo aos 25 do segundo tempo, quando McGree recebeu dentro da área e mandou para o gol, em mais uma boa defesa de Ledesma. Dois minutos depois, McGree viu o goleiro argentino adiantado e chutou do meio de campo, mas dessa vez foi para fora.

Aos 34 minutos, a Austrália ampliou o placar e matou o jogo. Após arrancada de Duke pela esquerda do campo, Tilio, que havia acabado de entrar, chutou e fez um belo gol, para fechar o placar. Depois disso, a Argentina ainda tentou alguns lances ofensivos, mas não conseguiu marcar.

Outros destaques

Jogador olímpico da Argentina parece fisicamente com Messi

Jogador olímpico da Argentina parece fisicamente com Messi

ASANO IKKO/AFP/22.07.2021

Antes da bola rolar, dois jogadores já chamavam a atenção por diferentes motivos. Um deles é o zagueiro e capitão da australiano, Thomas Deng, de 24 anos, que nasceu no país africano de Quênia, mas se mudou para Austrália com a mãe e os irmãos mais velhos quando tinha apenas seis anos, para fugir dos conflitos na região.

Quando criança, no país africano, Deng já jogava futebol, mas focou mais no esporte e conseguiu se tornar profissional vivendo na Austrália. Atualmente, o zagueiro joga no futebol japonês pelo clube Urawa Red Diamonds.

O outro destaque, por uma situação mais inusitada, é a semelhança física entre o camisa 10 da seleção argentina olímpica, Mac Allister, com o camisa 10 da seleção principal e astro do futebol mundial Lionel Messi (foto acima).

Últimas