Lutas Homem que apanhou de lutadora de MMA é condenado no Rio de Janeiro

Homem que apanhou de lutadora de MMA é condenado no Rio de Janeiro

Max Gadêlha Barbosa, que tentou assaltar a atleta Polyana Viana e foi espancado, é condenado a dois anos e oito meses de cadeia

  • Lutas | Carla Canteras, do R7

Max Gadêlha após ser espancado por Polyana Viana

Max Gadêlha após ser espancado por Polyana Viana

Reprodução Instagram

Se Max Gadêlha Barbosa se arrepende de alguma coisa na vida, é de ter tentado assaltar a lutadora de MMA Polyana Viana, no começo deste ano. No dia, ele foi espancado pela atleta e não conseguiu roubá-la. Agora, ele foi condenado a dois anos e oito meses de cadeia pela atitude. 

O juiz Marco Couto, da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na zona norte do Rio de Janeiro, decidiu na última segunda-feira que réu deveria ser punido, mesmo que a ação não tenha sido concretizada. 

"Obviamente, o crime não se consumou por circunstância alheia à vontade do réu, diante da rápida e eficiente reação da vítima. Logo, o caso é de roubo simples tentado. Isso posto, julgo procedente a pretensão punitiva estatal para condenar o réu", explicou o juiz na sentença. 

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a pena vai começar a ser cumprida em regime fechado. 

Lembre o caso

Na noite de 5 de janeiro, Polyana, conhecida como "Dama de Ferro" esperava um Uber na porta do prédio onde mora, quando foi abordada por Max. Ele tentou roubar seu celular e ela reagiu.

"Pensei: se é uma arma, ele não terá tempo de pegá-la. Eu me levantei, dei dois socos e um chute. Ele caiu, então eu o peguei com um mata-leão. Depois sentei-o no mesmo lugar em que estávamos antes e disse: 'Agora vamos esperar pela polícia'”, explicou a lutadora na época. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Últimas