Lance Vasco vê resguardo jurídico contra eventuais tentativas de barrar a concretizada venda da SAF

Vasco vê resguardo jurídico contra eventuais tentativas de barrar a concretizada venda da SAF

Cruz-Maltino entende que as sequenciais vitórias no mundo jurídico somadas à proporção de sócios que apoiaram a operação permitem razoável tranquilidade

Lance
Lance

Lance

Lance

O sócio votou e aprovou. Os torcedores e dirigentes comemoraram. Mas as ações no mundo jurídico permearam todo o processo e, principalmente, os dias que antecederam a votação da venda Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Vasco. Medidas contrárias à transferência e que podem até continuar sendo tomadas. Mas o Cruz-Maltino, internamente, avalia o cenário como praticamente irreversível. Por alguns motivos.

+ Veja 20 jogadores que atuam na China e caberiam no Brasil

Primeiro porque diferentes alçadas e instâncias foram utilizadas por sócios e não sócios que viam algum tipo de problema ou irregularidade. Até a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) tentou atrasar o percurso. Todas as tentativas foram mal sucedidas.

Também pesa na razoável serenidade das figuras políticas do Vasco a expressividade da vitória obtida no último domingo. A maioria construída foi de 79,44% dos votos. Um sinal importante dado pelos associados e que pode pesar na decisão do magistrado possivelmente acionado.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Mas ninguém tem certeza de nada. Pelo contrário: até por nenhuma medida contrária ter sido feita durante a votação, os próximos dias podem reservar novas tentativas contrárias à venda da SAF.

Últimas