Lance Vasco é dominado, sofre com a bola aérea, mas consegue empatar com o líder Náutico nos acréscimos

Vasco é dominado, sofre com a bola aérea, mas consegue empatar com o líder Náutico nos acréscimos

Cruz-Maltino não teve uma boa atuação diante do Timbu, e Vanderlei foi o principal destaque com boas defesas. Gol de Morato salvou o time da derrota sob seus domínios 

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

O Vasco tinha pela frente um grande desafio para entrar no G4 pela primeira vez nesta Série B. Derrotar o líder invicto Náutico por um placar simples e alcançar os 20 pontos na tabela. Apesar dos resultados da rodada terem ajudado, o time não teve uma boa atuação e foi dominado em grande parte do jogo. Porém, conseguiu nos acréscimos empatar com Morato, em bom passe do jovem Arthur Sales.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


Para a partida, o técnico Marcelo Cabo teve a oportunidade de repetir a escalação do jogo contra o Coritiba. Porém, o nível de atuação não foi o mesmo e o time sofreu com as bolas aéreas, principal jogada do Timbu. Desde o primeiro minuto, toda bola alçada na área vascaína levou muito perigo à meta do goleiro Vanderlei.

+ ATUAÇÕES: Vanderlei é o melhor do Vasco em empate com o Náutico

O arqueiro do Gigante da Colina, que falhou contra o Coxa, foi o grande destaque do jogo em São Januário. Ele fez pelo menos cinco ótimas defesas e salvou o clube carioca. No primeiro tempo, os pernambucanos tiveram mais volume de jogo, com uma marcação alta, e ímpeto ofensivo. E coube ao experiente arqueiro evitar que o Náutico transformasse esse poder ofensivo em gols.

+ Cabo vê evolução do Vasco no segundo tempo: 'Quem entrou entregou muito'

Contudo, depois da cobrança de escanteio de Jean Carlos, Vinícius teve liberdade no primeiro pau para cabecear para o fundo do gol e abrir o placar na Colina Histórica. No primeiro tempo, o melhor momento do Vasco foi na boa tabela entre MT e Marquinhos Gabriel, que resultou em um passe para Gabriel Pec. O jovem achou Cano na área, mas estava impedido na origem na jogada.

O time não teve dinâmica nos primeiro 45 minutos e em determinado momento assistiu à troca de passes do adversário. Marquinhos Gabriel e MT estiveram bem abaixo e não conseguiram criar por dentro e municiar Cano. Na volta do intervalo, Léo Jabá e Juninho entraram, com uma mudança do 4-4-2 para o 4-3-3. Na frente, o time tem mostrado um desequilíbrio das ações, atacando muito pela direita, e o lado esquerdo sendo nulo, sem produção.

Vasco x Náutico

Vasco x Náutico

Lance

Vasco não teve uma boa atuação neste domingo (Vitor Brügger/Vasco)


O meio-campista conseguiu organizar melhor o setor e o atacante se tornou uma espécie de 12º jogador, que sempre entra para dar mais velocidade e romper as linha na etapa final. E foi justamente do banco que saíram os jogadores que participaram do gol de empate no fim. Morato e Arthur Sales entraram, assim como o lateral Riquelme.

Antes do empate, a bola aérea do Timbu voltou a atormentar, e Jean Carlos sempre levava perigo seja em cobranças de faltas ou escanteios. Mas parava na boa atuação de Vanderlei. Na melhor chance do Vasco, Arthur Sales mostrou que tem muito potencial e deve ser mais aproveitado por Cabo. Ele deu mais dinâmica na frente, tentou cruzar e a bola desviou em Carlão e tocou no travessão.

No apagar das luzes, Arthur tentou tabelar com Cano, quase foi desarmado, mas em um toque de inteligência achou Morato sozinho. O atacante ficou na cara do gol e só teve o trabalho de tirar de Alex Alves e comemorar com o gandula. Com o gol, o Vasco soma 18 pontos, dois a menos que o quarto colocado CRB. A atuação esteve longe de agradar a torcida, mas o time saiu dos duelos contra os três primeiros com mais cinco pontos na classificação.

Últimas