Lance Van Dijk fala em 'sonho' na Copa do Mundo e revela ação beneficente da Holanda no Qatar

Van Dijk fala em 'sonho' na Copa do Mundo e revela ação beneficente da Holanda no Qatar

Zagueiro analisou polêmicas sobre a escolha do país para sediar o torneio intercontinental e se mostrou animado com o início da competição

Lance
Lance

Lance

Lance

A Holanda já está no Qatar para a disputa da Copa do Mundo e, inclusive, realizou o primeiro treino nesta quarta-feira. Antes da atividade, no entanto, Van Dijk mostrou enorme animação pelo início da Copa do Mundo, embora ainda se mantenha receoso com relações aos problemas que o país tem a oferecer.

A imprensa holandesa tem destacado bastante a questão do boicote à Copa do Mundo, por conta da questão dos direitos humanos no Qatar. Para o zagueiro do Liverpool, ações para defender que a seleção acredita podem vir das mais diferentes maneiras.

+ Holanda na Copa do Mundo 2022: os convocados, destaques, dias e horários dos jogos

- Vamos ficar de olho e ver o que está acontecendo. E nós fazemos a nossa parte. Isso pode ser feito de diferentes maneiras. Outras ações certamente virão. Qualquer iniciativa é ido, nesta situação complexa. Se pudermos fazer a diferença, faremos. Mas não deve ser forçado e aplicado. Se algo parece certo de se fazer, não deixaremos de fazê-lo - disse, em entrevista ao de Volkskrant, antes de concluir:

- Todo mundo foi o último jogador a se concentrar em clubes de futebol, não em pontos políticos. Devemos lutar que tudo que acontece para fazer melhorias, é bom. Também podemos fazer algo mais tarde, em duas ou três semanas. Não deveria ser o caso de estarmos todos jogando a Copa do Mundo juntos e tudo ficar quieto depois da Copa do Mundo - analisou.

Virgil van Dijk tem 25 anos e já fez 12 jogos com a seleção da Holanda

Virgil van Dijk tem 25 anos e já fez 12 jogos com a seleção da Holanda

Lance

Van Dijk em ação pela Holanda (Foto: Divulgação/Southampton)

Van Dijk também comentou sobre a ansiedade por jogar uma Copa do Mundo, já que será sua primeira. Em 2014, o jogador ainda não era profissional e, na última edição, a Holanda acabou não se classificando.

- A Copa do Mundo é um salto bastante especial. Jogar futebol contra os melhores jogadores do mundo e também ser o capitão da Holanda, não tem preço. Eu gosto imensamente. Um sonho se tornando realidade. A sensação que você teve quando era um garotinho volta à tona - finalizou.

+ Ídolo da Holanda analisa relação com Van Gaal e relembra situações inusitadas: 'Me deixava louco'

A delegação holandesa treina em Doha, capital do Qatar, antes de seguir para o Estádio Thumama, onde realizará sua estreia. A Holanda entra em campo pela primeira vez no domingo, às 13h (de Brasília), diante de Senegal.

Últimas