Stefani e Monteiro prestam tributo a Pelé

Brasil venceu nas duplas mistas e pega a Noruega na noite desta sexta-feira

Lance
Lance

Lance

Lance

Após os jogos desta sexta-feira contra a Itália em Brisbane, na Austrália, Thiago Monteiro e Luisa Stefani, ao lado de Rafael Matos, prestaram tributo ao Rei do futebol, Pelé, que morreu na tarde de quinta-feira.

O Brasil caiu por 3 a 2 para a Itália pelo Grupo E. Monteiro perdeu por 6/4 7/6 (9/7) para Matteo Berrettini, Laura Pigossi perdeu para Lucia Bronzetti por 6/0 6/2 e a dupla de Stefani com Matos venceu Berrettini e Camila Rosatello por 6/4 6/7 (7/4) 10/4.

“Acho que todo mundo, não só nós, mas o Brasil e o mundo inteiro vão sentir falta dele”, disse Luisa Stefani após a vitória nas duplas mistas ao lado de Rafael Matos. “Ele tem uma grande personalidade e é um grande embaixador do futebol, mas também do esporte em geral. Ele conseguiu unir as pessoas, o que acho que é o que estamos tentando fazer com este torneio”.

Stefani acrescentou: “Jogamos hoje para homenageá-lo e celebrá-lo porque foi isso que ele fez. Ele jogou com o coração, mostrou amor a todos, então é isso que o Time Brasil vai fazer não só hoje, mas pelo resto do torneio e pelo resto do ano. Então, obrigado Pelé, descanse em paz", disse a brasileira que jogou em sua viseira com o número 10 de um lado e a assinatura emblemática de Pelé no outro lado.


Thiago Monteiro, o jogador número 1 de simples do país e 71º, refletiu sobre o impacto de Pelé em sua vida cotidiana.


“Pelé, ele tem um legado enorme no esporte. Nós o chamamos de 'O Rei' por causa da história que ele tem no futebol e para mim, pessoalmente, sempre tento me inspirar nele com o amor que ele demonstrou jogando futebol e (fazendo isso) profissionalmente. Ele também fez tudo com tanta energia e tanta paixão que eu apenas tento guardar isso para mim e tentei seguir esse caminho do jeito que ele fez”, disse Monteiro. “Hoje obviamente é um dia triste para nós, um dia triste para o Brasil. Acho que o mais importante é que ele fez todo mundo feliz em nosso país e foi uma inspiração para muitas, muitas gerações. Ele tem um grande legado, talvez o melhor do esporte para nós. Ele era o nosso herói. Ele ainda é nosso herói por muito tempo.”


As esperanças do Brasil seguem mesmo após a derrota. O país entra em quadra a partir das 21h contra a Noruega em duelo de dois dias e precisa da vitória e torcer para que os nórdicos batam os italianos após o ano novo.

"Entramos nas duplas nunca pensando que era um jogo morto. Acho que nesses tipos
das competições, cada partida é importante e a atitude importa muito também e como mostramos que estamos lá para ganhar, não importa o ponto que fosse, se é o primeiro ponto do confronto ou ponto do empate ou se for a última partida do confronto, perdendo por 3-1. Acho que esse é o espírito brasileiro. Nós vamos lutar por cada ponto, game, set e partida não importa qual seja a pontuação em geral, e acho que esse é o tipo de mensagem que queremos enviar para nossa equipe e nossos jogadores e também para as outras equipes. Acho que é isso que estamos aqui para fazer. Estou muito feliz por conseguir essa vitória. Eu acho que toda a equipe se divertiu muito. Eu e o Rafa nos divertimos muito. Acho que esse tipo de competição é a coisa mais importante. Obviamente, queremos obter a vitória, mas fazer a coisa certa é o que vai nos mover frente. Sim, muito feliz com isso", acrescentou Luisa.

Últimas