Lance Sormani diz que Libertadores 'caiu no colo' do Palmeiras e que Grêmio joga mais 'na cabeça do Renato'

Sormani diz que Libertadores 'caiu no colo' do Palmeiras e que Grêmio joga mais 'na cabeça do Renato'

Comentarista da ESPN disparou contra as duas equipes que foram derrotadas nesta terça-feira; o Tricolor caiu na Libertadores, o Verdão perdeu a segunda final na semana

Lance
Lance

Lance

Lance

O comentarista Fábio Sormani, da ESPN, analisou durante o 'BB Debate' desta quinta-feira a segunda derrota nos pênaltis do Palmeiras em uma final nesta semana. Após perder para o Flamengo, na Supercopa do Brasil, o Verdão acumulou mais segundo lugar, desta vez contra o Defensa Y Justiça (ARG) pela Recopa Sul-Americana.

+ CONFIRA A TABELA DA COPA LIBERTADORES

Para Sormani, a derrota do Palmeiras para o time argentino foi uma 'vergonha' e que o Verdão não pode ser considerado um time no mesmo patamar que o Flamengo.

- Eu acho que foi uma vergonha, porque quem é o Defensa Y Justiça na fila do pão? Eu não consigo ver o Palmeiras que vocês veem. Eu não vejo. Colocar o Palmeiras no nível do Flamengo, eu acho uma sandice. Acho que os dois não estão na mesma prateleira. Ontem falaram aqui do 'big two': Palmeiras e Flamengo. Não existe. Existe o 'big one', que é o Flamengo. depois vem os demais - afirmou Sormani.

Sormani seguiu o argumento relembrando a final da Libertadores de 2020 entre Palmeiras e o Santos. Na opinião dele, o título acabou 'caindo no colo' do time da capital paulista por deméritos do time da Baixada.

- A gente ainda está muito impactado com a Libertadores do Flamengo, mas a Libertadores caiu no colo do Palmeiras. Se o Santos tivesse sido um pouco mais audacioso naquela final, ganhava. O santos se acovardou - disse, afirmando que o Peixe mudou a forma de jogar por causa da goleada sofrida para o Goiás dias antes.

GRÊMIO
Dentro da mesma linha de raciocínio sobre o Palmeiras, Sormani fez um comentário ácido sobre o Grêmio de Renato Gaúcho, que foi eliminado nesta quarta-feira na segunda fase da Copa Libertadores. Na opinião dele, o Tricolor joga um futebol 'imaginário', que só existe na cabeça do treinador gaúcho.

- O palmeiras não foi superior naquela final (contra o Santos). Qualquer um poderia ter vencido. Ganhou a Copa do Brasil, mas ganhou de um time que não ganha de ninguém mais, que joga mais na cabeça do Renato do que no campo. Então o Palmeiras ganha dois campeonatos que a mim não me convenceu.

Últimas