Lance Quem é Estêvão, o destaque do Palmeiras na Copinha

Quem é Estêvão, o destaque do Palmeiras na Copinha

Mesmo com a pouca idade, é uma das grandes promessas do Palmeiras

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras estreia na Copa São Paulo de Futebol Júnior no dia 4 de janeiro, contra a equipe Queimadense, da Paraíba. No grupo 24, o Verdão busca o tricampeonato da competição. Entretanto, entre os inscritos, um nome chama atenção: Estêvão.

Nome do título do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de Sub-17, Estevão fez hat-trick contra o São Paulo na decisão.

Hoje, com 16 anos, o atacante foi descoberto pelo Palmeiras aos 11. Antes disso, chegou a passar pelo Cruzeiro. Aos 14 anos, devido a alguns problemas que a equipe mineira enfrentava nas categorias de base, o atleta ficou livre no mercado e teve a opção de retornar ao time alviverde. Inclusive, na época, seu potencial era tão destacado que chegou até mesmo a causar uma certa "revolta" na ex-equipe pela sua saída.

Por conta da velocidade e habilidade no drible, no Raposa ele ficou conhecido como "Messinho". Embora não adote tanto esse apelido devido à pressão e à pouca idade, é visto como um dos grandes talentos e ativos do Palmeiras.

Em 2021, ele iniciou sua trajetória na base do Palmeiras. Entre as qualidades que mais surpreendem, estão, justamente, a velocidade, a capacidade no drible e a maturidade para tomar decisões em campo - algo destacado até mesmo por influentes nomes do Palmeiras nas categorias de base, como Jorge Paulo Sampaio.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Em 2022, foi campeão do Campeonato Paulista Sub-15 e Sub-17, participando também de outras conquistas daquele ano vitorioso do Palmeiras, como o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil nas categorias daquele ano. Inclusive, foi artilheiro, com 23 gols e oito assistências em 34 jogos.

Embora ainda não faça parte do elenco definitivo de Abel Ferreira, começou a ser relacionado no final da temporada passada e deve passar pelo processo de transição em breve. Hoje, é considerado um dos maiores potenciais da base palmeirense. E provavelmente, a Copinha pode ser a 'despedida' de Estêvão nas competições de base.

Últimas