Lance Presidente do Santos busca vender Veríssimo após saída de Peres

Presidente do Santos busca vender Veríssimo após saída de Peres

Segundo Rollo, 'negociações estavam travadas' durante período de definição do impeachment do antigo presidente, José Carlos Peres

Lance
  • Lance | por Lance

Orlando Rollo assume os últimos dias da atual gestão do Peixe

Orlando Rollo assume os últimos dias da atual gestão do Peixe

Divulgação/Santos

Empossado oficialmente como presidente do Santos, até o dia 31 de dezembro, quando se encerra a atual gestão administrativa do clube, Orlando Rollo acredita que com o impedimento do agora ex-mandatário do Peixe, José Carlos Peres, ajudará a diretoria destravar alguns negócios, entre eles a venda do zagueiro Lucas Veríssimo ao Benfica (POR).

Embora admita que o seu principal intuito é deixar a "casa em ordem" para o próximo presidente, que será definido em pleito eleitoral a ser realizado no dia 12 de dezembro, Rollo anseia por um desfecho positivo nas tratativas com os portugueses, pois entende que os recursos levantados serão fundamentais para a diminuição de dívidas.

- Todas as negociações estavam travadas por causa do processo de impeachment. Mercado se fechou para o Santos pela iminência do retorno do Peres, que insistia em voltar com ações judiciais. Mercado receoso, credores receosos. Creio que a partir de agora, com afastamento definitivo, todas as negociações voltam para uma maneira melhor. Vamos encaminhar tudo para uma próxima gestão. Daqui a 20 dias teremos novo presidente. E quero que ele comece dia 13 de dezembro para trabalhar. Vamos abrir o clube e ajudar a próxima gestão - disse Orlando após a posse.

Atualmente, o Peixe tem uma dívida de 3,5 milhões de dólares (R$ 18,8 milhões) com o Huachipato (CHI), referente a inadimplência na contratação do atacante Soteldo, em janeiro de 2019. Os chilenos propuseram perdoar a dívida, e ainda assumir a dívida de R$ 1 milhão que o Peixe tem com o jogador, pela devolução do passe, ainda com a cessão por empréstimo do camisa 10 até que ele fosse vendido a outra equipe pelo clube do Chile. A negociação foi aceita pelo Comitê de Gestão, aprovada pelo Conselho Deliberativo, mas brecada nos últimos dias por conta de exigências feitas pela diretoria negriazule.

Além da pendência com o Huachipato (CHI), o Santos também possui uma dívida de aproximadamente R$ 7 milhões com o Atlético Nacional (COL), por não ter pago parte do valor acordado na contratação do zagueiro Felipe Aguilar, que teve 50% dos direitos vendido em março ao Athletico-PR por R$ 10 milhões. O Peixe promoveu uma campanha de arrecadação virtual a fim de levantar R$ 2 milhões e iniciar uma negociação com os colombianos, mas levantou apenas R$ 1,1 milhão e o time de Medellín se recusou a abrir negociação.

- Esses valores estão guardados para negociação com o Atlético Nacional. A princípio não aceitaram a primeira proposta, mas seguimos negociando. Se conseguirmos negociar o Lucas Veríssimo, resolvemos problemas de curto prazo do Santos Futebol Clube - afirmou Rollo.

Por conta das inadimplências, o Santos está impedido junto a Fifa de registrar novos atletas. O primeiro banimento aconteceu em março, por conta de uma pendência de 4,5 milhões de euros (R$ 28,7 milhão) com o Hamburgo, devido a não quitação pela compra do zagueiro Cléber Reis, atualmente emprestado a Ponte Preta, em 2017, ainda na gestão do ex-presidente Modesto Roma Júnior. Em outubro, o Peixe acertou um acordo com os alemães e viu o bloqueio ser derrubado por quatro dias, quando uma nova janela de transferências foi aberta e a ação pelas dívidas com Huachipato e Nacional passaram a valer.

Além das dívidas externas, o Alvinegro também possui pendências com atletas referentes a direitos de imagem, o acordo relativo ao corte salarial nos meses de paralisação do futebol, por conta da pandemia do novo coronavírus, e os salários referentes a outubro que foram pagos apenas parcialmente aos jogadores.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Neymar provoca nas redes sociais, após rumores de namoro com Gabily

Últimas