Lance Preciso, Cruzeiro faz 3 a 0 no Galo e abre vantagem na Copa do Brasil

Preciso, Cruzeiro faz 3 a 0 no Galo e abre vantagem na Copa do Brasil

Em noite de grande atuação, time celeste deu passo importante para conseguir quarta classificação seguida às semifinais do mata-mata nacional

Copa do Brasil

Lance

Lance

Lance

O primeiro duelo entre Cruzeiro e Atlético-MG, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, terminou com triunfo da Raposa por 3 a 0, gols de Pedro Rocha, Thiago Neves e Robinho, em noite de muita eficiência de toda a equipe comandada por Mano Menezes. O time azul pode perder o jogo por até dois gols de diferença que ainda sim, se garante na fase semifinal da competição.

O time estrelado não deu chances ao rival e deixou todas as dificuldades que o clube vem vivendo do lado de fora do campo e conseguiu se impor durante todo o jogo, abrindo grande vantagem para o jogo de volta, na próxima semana, no Independência.

COSME: Felipão tentará salvar o pior negócio da história do Palmeiras: Borja

Com o apoio incondicional de mais de 50 mil torcedores, o Cruzeiro voltou da pausa da Copa América, pelo menos neste jogo, com uma postura diferente dos últimos jogos, muito concentrado, permitindo poucos avanços reais do Galo. Foi a primeira vitória celeste em nove partidas, encerrando um jejum que incomodava os cruzeirenses.

Nas duas etapas, a Raposa soube prender as forças ofensivas do Galo e teve em Pedro Rocha e Thiago Neves os donos da partida que pode significar um passo enorme para chegar na quarta semifinal seguida de Copa do Brasil.

Um elogio aos dois times, que fizeram um jogo firme, mas sem violência, facilitando o trabalho da arbitragem, que não precisou aplicar nenhum cartão na partida.

Pedro Rocha: surpresa que deu certo

Mano Menezes surpreendeu a todos quando anunciou que Pedro Rocha iria para o jogo no lugar de Fred, o mais cotado para iniciar o jogo. A decisão foi acertada. Pedro voltou da parada da Copa América com o mesmo ímpeto que tinha no Grêmio e foi o principal jogador do time, não só pelo golaço que fez, mas por ser a melhor opção ofensiva da equipe celeste.

Pedro também deu uma assistência para Thiago Neves no segundo gol cruzeirense, após grande arrancada do meio de campo, tomando a bola de Zé Welison depois de um passe ruim de Réver, na “fogueira”, concluindo com uma “pedalada” em Victor e o passe para o TN10 ampliar o placar.

Thiago “Maestro” Neves

O camisa 10 da Raposa definitivamente é talhado para jogos grandes. Não se esconde, e, mais uma vez foi decisivo, deixando sua marca nas redes do Atlético-MG e conduzindo o Cruzeiro na organização do jogo. TN10 foi o maestro que comandou a orquestra azul.

Galo caiu na “casinha” de Mano Menezes

O técnico do Cruzeiro postou sua equipe do jeito que gosta. Esperando o adversário e indo para o contra-ataque. E, o Atlético-MG caiu na “cilada” do treinador, o que proporcionou os gols e lances de perigo. A defesa atleticana estava lenta, sem conseguir parar as jogadas laterais, de Pedro Rocha e Marquinhos Gabriel, além de não ter ninguém encostando em Thiago Neves, que armou a equipe azul como quis.

Alerrandro quase não pegou na bola, porque Luan e Cazares, os homens responsáveis pela parte criativa, não conseguiam sair da marcação do Cruzeiro, que tinha duas linhas muito próximas para evitar jogadas de profundidade, ou tabelas rápidas para o arremate ao gol de Fábio, que teve pouco trabalho.

Rodrigo Santana tentou mudar o ritmo do time com a entrada de Otero no lugar de Luan e Geuvânio na vaga de Cazaes, mas com pouco efeito prático na equipe, que continuava acuada, com a defesa mal postada, sem organização alguma, permitindo que o Cruzeiro chegasse na maioria das vezes à área atleticana com perigo.

Antes do jogo de volta, compromissos pelo Brasileirão

O próximo duelo entre as duas equipes será na próxima quarta-feira, 17 de julho, no Independência, às 19h15. O mando será do Atlético-MG. Os próximos compromissos de ambos serão pelo Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro recebe o Botafogo, no Mineirão, no domingo, 14 de julho, às 16h. Já no Galo encara a Chapecoense, também no domingo, 14, às 19h, na Arena Condá.

CRUZEIRO 3 x 0 ATLÉTICO-MG
​Estádio
: Mineirão - Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 11 de julho de 2019, às 20h
Árbitro: Raphael Clauss(SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis(SP)
Equipe do VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral(SP)

Gols: Pedro Rocha, aos 13’-1º T(1-0), Thiago Neves, aos 26’-1º T(2-0), Robinho, aos 9’-2ºT(3-0)