Lance Palmeiras permanece entre clubes de maior receita no Brasil

Palmeiras permanece entre clubes de maior receita no Brasil

Estudo mostra que alviverde registrou superávit bem menor do que em 2018, mas é o segundo no ranking de mais ricos no Brasil

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Na última quinta-feira (30), o Palmeiras divulgou o seu balanço financeiro referente ao ano de 2019 indicando um superávit de R$ 1.724.000. O resultado, apesar de positivo, ficou aquém do esperado, com uma queda de 2% em relação a 2018. Mesmo assim, o clube ficou em segundo lugar, atrás do Flamengo, entre os de maior receita do país.

Leia mais: Torcedores sofrem sem futebol: 'Sinto falta até de xingar o juiz'

O superávit de 2019 ficou bem abaixo do apresentado em 2018, quando o Palmeiras, segundo o balanço, arrecadou R$ 30.688.000 mais do que gastou. Apesar disso, este foi o sexto ano seguido em que o alviverde aparece entre o top 4 de clubes com as maiores receitas do Brasil.

Conforme estudo publicado pela PLURI Consultoria, o superávit apresentado em 2018 acabou sendo consumido pela combinação de aumento das despesas com o futebol e a queda nas vendas de jogadores. Mesmo assim, não houve pressão adicional sobre o endividamento. Além disso, é válido lembrar que, há dois anos, o Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro, chegou às semis de Libertadores e Copa do Brasil, além da final do Paulista.

Por conta dos resultados de 2019, o orçamento previsto para 2020 já era considerado mais enxugado e, inclusive, a política de compra e venda de jogadores foi modificada – apenas Rony e Matías Viña chegaram, com promoção de diversos garotos da base ao profissional.

Veja também: Comerciantes e voluntários promovem onda de solidariedade em meio à pandemia

Agora, diante do cenário provocado pelo coronavírus, o alviverde precisará de ainda mais planejamento. Reduziu o salário de jogadores e comissão técnica, suspendeu contrato de funcionários e continuou com o pagamento de atletas amadores e do futebol feminino, tudo isso para não precisar demitir ninguém em um primeiro momento.

Confira abaixo alguns pontos levantados pelo estudo da PLURI Consultoria sobre o ano de 2019 do Palmeiras.

PONTOS POSITIVOS:
- A receita recorrente subiu 10% para R$ 533,7 milhões;
- A receita com transmissões subiu 30% para R$ 216,8 milhões;
- A receita com marketing + comercial subiu 25% para R$ 119,3 milhões;
- Despesa financeira líquida caiu 27% para R$ 16,4 milhões;
- A relação dívida líquida/receitas caiu 2% para 0.94.

PONTOS NEGATIVOS:
- Receita com vendas de atletas caiu 36% para R$ 108,2 milhões;
- Receita com matchday caiu 20% para R$ 107,9 milhões;
- Despesa com futebol subiu 17% para R$ 470,9 milhões;
- Resultado do exercício caiu 94% para R$ 1,7 milhão;
- Endividamento líquido subiu 8% para R$ 501,1 milhões;
- Necessidade de capital de giro subiu 21% para R$ 168,6 milhões;
- Relação dívida líquida/receitas totais subiu 10% para 0,78.

Eles são 'velhinhos', mas ainda valem muito dinheiro no futebol

Últimas