Lance Palmeiras busca rescisão, mas Luiz Adriano quer receber salários integrais para sair

Palmeiras busca rescisão, mas Luiz Adriano quer receber salários integrais para sair

Verdão fez nova reunião com estafe de atacante e ouviu condições para acertar saída

Lance
Lance

Lance

Lance

Palmeiras e Luiz Adriano estão longe de conseguirem um acordo para a saída do jogador. Na última segunda-feira (31), dirigentes do Alviverde e o estafe do jogador voltaram a se reunir. O clube quer convencer que talvez seja um bom negócio o ex-camisa 10 assinar a rescisão para buscar novos ares. Mas ele está irredutível em receber o total de salários que teria direito até o fim do contrato, conforme prevê o acordo entre as partes.


Conforme o LANCE! apurou, representantes do atacante topam abrir mão de multas e outros direitos trabalhistas para assinarem a rescisão. Mas reforçam que o recebimento dos salários dos salários integrais a que teria direito até o fim do vínculo é questão tida como irretocável.

O Palmeiras queria acertar a saída sem custos, convencendo o estafe de Luiz Adriano que, livre de vínculos com o Verdão, ele poderia encontrar um novo clube mais facilmente, visto que o alto salário afasta interessados.

O L! apurou que a ideia dos dirigentes era usar o ocorrido no rival São Paulo, que acertou a saída do também atacante Pablo sem maiores custos além do compromisso do pagamento de direitos atrasados. Como o Palmeiras está em dia com Luiz Adriano, a ideia no clube era de que a solução seria mais fácil.


O ex-camisa 10 alviverde ganha cerca de R$ 1 milhão por mês. O valor é inflado por ter a somatória de luvas oferecidas a ele na assinatura do contrato. À reportagem, integrantes da cúpula palmeirense, avaliam que a rescisão com Luiz Adriano nessas condições custaria aproximadamente R$ 17 milhões aos cofres do Verdão.

Há duas semanas, o atacante de 34 anos divulgou um comunicado em suas redes sociais apontando que está cumprindo o determinado pelo Palmeiras e que não pediu para sair.

O Botafogo demonstrou interesse no jogador e o Verdão chegou a aceitar o empréstimo por uma temporada pagando 70% dos salários, mas Luiz Adriano recusou por não ter interesse em atuar pelos cariocas.

O seu estafe sempre ressaltou que a prioridade dele era atuar no exterior. Mas a janela europeia fechou sem interessados. O Cerro Porteño, um dos interessados, ouviu os números dados pelo Palmeiras para um empréstimo. Ficou de arrumar patrocinadores para ajudar no negócio, mas não retornou até o momento.

TABELA

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Confira o caminho do Verdão no Mundial de Clubes-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Últimas