Lance O que o Cruzeiro perde com a provável saída de Bruno Rodrigues?

O que o Cruzeiro perde com a provável saída de Bruno Rodrigues?

Atacante pertence ao Tombense e defendeu o Cabuloso por empréstimo neste ano

Lance
  • Lance | por Lance

O atacante Bruno Rodrigues teve temporada de destaque pelo Cruzeiro em 2023. Peça fundamental para a permanência na elite do futebol brasileiro, o jogador pertence ao Tombense e não será comprado pelo Cabuloso, já tendo despertado o interesse de Bahia, Fluminense e Internacional para o próximo ano.
➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

As contratações realizadas pela diretoria cruzeirense ao longo do ano não foram suficientes para diminuir o brilho do camisa 9. Somando todas as competições, foram 13 gols e sete assistências para o atleta, principal artilheiro e garçom do elenco.

Sem Bruno, o Cruzeiro perderá sua principal referência na parte ofensiva do campo, já que conta com diversos jogadores de pouca idade neste setor. Os mais experientes, como Wesley e Gilberto, não renderam o esperado pela torcida e precisam melhorar o desempenho a partir do próximo ano.

A prioridade da diretoria para a reta inicial do mercado é a aquisição de um treinador. Paulo Autuori assumiu interinamente no fim do Brasileirão, e conseguiu o objetivo de manutenção na primeira divisão. Entre os nomes desejados, os argentinos Fernando Gago e Gabriel Milito ganharam força; Thiago Carpini foi desejado internamente, mas deve se manter no Juventude.

➡️ Cruzeiro define perfil ideal para contratação de técnico

Com isso, o modelo de contratações para o ataque deve ser traçado após a escolha do próximo comandante. Gago e Milito, por exemplo, costumam elaborar planejamentos que envolvam um time construtor, além de muita troca de passes.

A qualidade de Bruno Rodrigues poderia se aplicar nos esquemas de ambos, já que é um jogador considerado habilidoso. Porém, os custos são altos: o Fluminense, por exemplo, fez proposta de R$ 26 milhões de reais, segundo o "Goal". Nos planos do Cruzeiro, a quantia é demasiado elevada.

Últimas