Lance Nadal: 'Provavelmente será meu último ano, mas ainda não sei 100%'

Nadal: 'Provavelmente será meu último ano, mas ainda não sei 100%'

Espanhol não liga para elogios em treinamento

Lance
Lance

Lance

Lance

Rafael Nadal prepara seu retorno oficial em simples na terça-feira contra Dominic Thiem, 98º colocado e que vem do qualifying. Ele foi derrotado nas duplas neste domingo ao lado de Marc Lopez.

Entre outros assuntos, Nadal foi perguntado dos elogios recebidos por Andy Murray pela intensidade no treino. Holger Rune foi outro que elogiou o espanhol dizendo que foi o melhor treinamento dos últimos meses.

“Olha, é lógico que se você perguntar a outros tenistas sobre mim, eles não vão dizer que estou jogando desastrosamente. Nenhum de nós quer falar coisas negativas sobre os outros, então não dou muito valor a isso", disse o espanhol que voltará a jogar após um ano por lesão no quadril.

"Não, mas falando sério, estou satisfeito com a forma como treino. Não tenho as expectativas que tinha antes, principalmente no início, o que é lógico porque não competi há muito tempo e não passei muitas semanas treinando em bom nível também. É difícil prever como as coisas vão correr, competir é muito diferente de treinar, mas neste momento me sinto preparado para a competição depois de ter visto meus últimos treinos", disse o espanhol que contou sua trajetória desde o ano passado até agora.

“É uma longa história porque se desenvolveu em várias fases. Depois do que aconteceu na Austrália, pensamos que em cerca de oito semanas ele estaria de volta, os médicos foram muito positivos. A frustração era muito alta e ver que tive que desistir de todo o circuito no saibro foi o que me fez dar a coletiva de imprensa na qual anunciei que iria parar um pouco. Eu não sabia, naquele momento, que tive que teria que fazer uma cirurgia . Me disseram que se eu me aposentasse do tênis não precisaria fazer uma cirurgia, mas que para voltar às quadras eu precisava fazer aquela intervenção. Tomei a decisão certa porque queria me sentir como um tenista novamente", comentou Nadal.

"Não posso prever o que acontecerá no futuro, é por isso que sempre digo que provavelmente será meu último ano, mas não 100%. Obviamente, há uma grande chance percentual de que esta seja a última vez que competirei na Austrália, mas se estiver aqui no próximo ano, não me culpem por nada", disse graciosamente para alegria dos jornalistas presentes na sala. “Nunca se sabe como estarei daqui a seis meses, se meu corpo me permitirá desfrutar do tênis tanto quanto gostei nos últimos 20 anos, se serei competitivo... Com isso quero dizer me sentir competitivo o suficiente sair e jogar em quadra e sentir que posso enfrentar qualquer um, não no sentido estrito de vencer Grand Slams", disse ele.

"Passei por muitas coisas para voltar ao tênis e talvez, se tiver a sensação de que posso continuar competindo... Será uma decisão difícil de tomar, mas dentro de mim sei que existe uma grande probabilidade de que esta será a minha última temporada", disse o jogador espanhol, que continua a inspirar com as suas declarações tanto quanto sempre o fez com o seu jogo.

Últimas