Lance Mundial Feminino de Snipe 2021 confirmado para São Paulo com atletas olímpicas

Mundial Feminino de Snipe 2021 confirmado para São Paulo com atletas olímpicas

Yacht Club Paulista sediará maior evento da modalidade 100% feminino de 5 a 9 de outubro

Lance
Lance

Lance

Lance

A cidade de São Paulo sediará o Mundial Feminino de Snipe 2021 de 5 a 9 de outubro. As regatas serão disputadas no Yacht Club Paulista, na Represa do Guarapiranga, e devem reunir mais de 30 duplas internacionais, inclusive atletas olímpicas como a bicampeã dos Jogos Kahena Kunze.

A classe Snipe é uma das mais tradicionais da vela brasileira, com participação de medalhistas olímpicos e pan-americanos, como Torben Grael e Lars Grael. Desde 1994, a categoria tem um mundial exclusivo para mulheres, realizado a cada dois anos.

O Brasil tem uma dupla campeã na história do Snipe Feminino. As baianas Juliana Duque e Amanda Sento Sè venceram a edição de 2016 em Bracciano, na Itália. Nesta edição, a baiana Juliana Duque se juntará à Kahena Kunze, velejadora que acaba de se tornar bicampeã olímpica em Tóquio 2020.

- Vai ser muito legal. Vou aprender muito com a Kahena, com experiência de duas campanhas olímpicas e dois títulos. Queremos andar muito bem em São Paulo e dar trabalho - disse Juliana Duque.

Desde Toronto 2011, a categoria se transformou em mista nos Jogos Pan-Americanos. Na última edição, em Lima 2019, Juliana Duque foi medalha de bronze ao lado de Rafael Martins.

- A conquista do Mundial de 2016 nos deu o início de quer sonhar mais alto e fazer campanhas olímpicas e pan-americanas. Foi de lá que começou a caminhada para Lima 2019, onde ficamos com o bronze. Agora é pensar também em Paris 2024 na classe 470, que será mista pela primeira vez - reforçou Juliana Duque.

Será a sexta edição de Mundial de Snipe que o Brasil sediará. Os outros cinco eventos foram abertos. O último foi em 2019, em Ilhabela (SP). A organização do Mundial exclusivo para mulheres ficará a cargo de Paola Prada.

- A World Sailing lançou o Global Women’s Sailing Festival e a CBVela lançou o Festival de Vela Feminina, exatamente em outubro de 2021! Data perfeita e combinando com o Mundial Feminino de Snipe que vai ser um dos eventos mais bacanas da Vela Feminina nacional e internacional - explicou Paola Prada, secretária nacional da classe e uma das competidoras.

A primeira edição do Mundial de Snipe Feminino foi realizada em 1994, em Yokohama, no Japão, com vitória de Pauline Book e Carine Juliussen (Noruega). A edição mais recente foi realizada em Newport, nos Estados Unidos, com 32 equipes representando 10 países. As vencedora foram Carol Cronin e Kim Couranz (EUA).

- De novembro de 2018 quando recebemos a notícia até hoje a presença feminina na classe Snipe só tem aumentado! Temos várias duplas femininas novas sendo montadas. Esperamos regatas bem parelhas e muito técnicas, como é de praxe na classe - completou Paola Prada, que é irmã do pentacampeão mundial e duas vezes medalhista olímpico Bruno Prada.

O Mundial de Snipe Feminino tem realização do Yacht Club Paulista e Associação Brasileira da Classe Snipe, com apoio da SCIRA – Snipe Class International Racing Association.

Últimas