Lance Morre Gil de Ferran, ex-piloto brasileiro que venceu as 500 Milhas de Indianápolis

Morre Gil de Ferran, ex-piloto brasileiro que venceu as 500 Milhas de Indianápolis

Ele sofreu uma parada cardíaca enquanto dirigia em um circuito privado nos EUA

Lance
  • Lance | por Lance

Gil de Ferran fez sucesso no automobilismo entre as décadas de 1990 e 2000

Gil de Ferran fez sucesso no automobilismo entre as décadas de 1990 e 2000

Maurilo Clareto/Estadão Conteúdo – 3.11.2000

O piloto brasileiro Gil de Ferran morreu, aos 56 anos, na tarde desta sexta-feira (29) ao sofrer uma parada cardíaca enquanto dirigia em Opa-Locka, na Flórida, nos Estados Unidos. Ele testava um carro no circuito privado The Concours Club, se sentiu mal e parou na entrada dos boxes. Foi levado para o hospital, mas não resistiu.

Ferran ficou famoso ao vencer, em 2003, as 500 Milhas de Indianápolis. No seu currículo também há uma conquista da Fórmula 3 Inglesa e um bicampeonato da Cart (atual IndyCar Series). Ele deixa a esposa, Angela, e os filhos Anna e Luke.

Atualmente, o ex-piloto atuava como consultor da McLaren na Fórmula 1.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

A Confederação Brasileira de Automobilismo divulgou uma nota assinada pelo seu presidente, Giovanni Guerra, que lamenta o falecimento do ex-piloto.

"Nota de Pesar: Gil de Ferran

A Confederação Brasileira de Automobilismo recebe com profunda tristeza a notícia do falecimento, nos Estados Unidos, do piloto brasileiro Gil de Ferran, na tarde desta sexta-feira, 29.

Aos 56 anos, completados no dia 11 de novembro, Gil foi vítima de um enfarto em um clube privado de automobilismo, localizado em Opa Locka, na Flórida. Socorrido prontamente, foi levado para um hospital da região, mas não resistiu.

Gil de Ferran brilhou nas pistas brasileiras e internacionais, com destaque para o título inglês de Fórmula 3, o bicampeonato na Indy (sob a bandeira CART) e a vitória na Indy 500 de 2003. Venceu também como piloto e dono de equipe no Endurance estadunidense. Atualmente, atuava na equipe McLaren como um de seus diretores.

Em meu nome e de toda a família CBA, rogamos a Deus para que receba nosso irmão com todas as glórias e ampare sua família, amigos e milhões de fãs em todo o mundo."

Últimas