Lance Mirlene Picin é campeã na primeira prova de montanha com novos protocolos de segurança

Mirlene Picin é campeã na primeira prova de montanha com novos protocolos de segurança

Etapa da Copa Paulista de Corridas de Montanha aconteceu em São José dos Campos, com 230 corredores

Lance
Lance

Lance

Lance

As corridas de montanha em São Paulo estão de volta. No último sábado (3/10), aconteceu a etapa da Copa Paulista de Corridas de Montanha na Fazenda Casa na Rocha, em São José dos Campos. No total, participaram 230 competidores nas distâncias 20km, 12km e 6km, entre homens e mulheres.

O destaque da prova de 12km, que teve 373m de altimetria acumulada, foi a paulista Mirlene Picin. Além de vencer no feminino, com o tempo de 1h07m45s, ela foi a segunda colocada no geral. O campeão foi Edmilson de Lima, com 1h01m40s. Em terceiro ficou Fabio Tadao Takara, com 1h09m38s.

No feminino, o segundo lugar foi de Heide Pierce, com 1h19m31s, com Elaine Pauly, com 1h23m14s, em terceiro.

A competição foi realizada sob os novos protocolos de eventos esportivos do estado de São Paulo. A largada aconteceu com intervalo de 1 minuto entre os atletas, que corriam contra relógio, evitando, assim, aglomerações na área de largada e chegada.

O uso de máscaras durante a circulação pré e pós eventos era obrigatório, mesmo com o evento sendo realizado em uma área ampla de fazenda. Nos postos de hidratação, as garrafas eram individuais. Não houve cerimônia coletiva no pódio.

Essa foi a primeira competição de Mirlene no ano. Sua última prova aconteceu em dia 20 de dezembro de 2019, em uma etapa da Copa Europa de Biathlon, na cidade austríaca de Obertilliach. Por causa de uma lesão em um dos joelhos, ela ficou sem competir até junho passado, mas quando iria retornar, foi decretado lockdown e isolamento social, com todos os eventos esportivos, no Brasil e no mundo sendo cancelados

Com a vitória neste retorno gradativo das atividades esportivas no país, Mirlene somou as primeiras 25 mudas para o projeto de reflorestamento Podium Verde, da empresa Visafertil e de Ulisses Girardi. Cada medalha conquistada representa o plantio de mudas de árvores em áreas de reflorestamento em Benedito Novo, em Santa Catarina. Desde 2015 já foram plantadas mais de duas mil árvores.

"Me mantive treinando bem, principalmente nos últimos quatro meses. Como era uma prova rápida, com poucos trechos extremamente técnicos, que favorecia a velocidade", afirma Mirlene. "Pude colocar em prática todo o trabalho físico que fiz durante esse período sem competições. O formato de largada contra relógio e individualizado, que estou mais que acostumada, comum no ski cross country e no biathlon, me ajudou bastante".

Mirlene Picin tem o patrocínio da Cortag Visafértil, LEM/TM Motos, Brasil First Imobiliária, além do apoio do Hospital 22 de Outubro, Mediphacos, Fisio Zavarize, Explosão Suplementos e Ibeas Academia. (Iúri Totti/Corrida Informa)

Últimas