Medina, Toledo e Italo vão às oitavas e seguem em busca do título mundial

Brasileiros despacham adversários na primeira rodada eliminatória da etapa de Peniche, em Portugal, e se mantêm na briga. Também com chances, sul-africano Jordy Smith avança

Lance

Lance

Lance

A disputa pelo título do Circuito Mundial de surfe (WCT) segue embolada. Nesta sexta-feira, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Jordy Smith e Italo Ferreira, os principais candidatos à taça, avançaram para as oitavas de final e se mantiveram com chances de atingir o grande objetivo do ano. Michael Rodrigues, Peterson Crisanto e Jessé Mendes também se classificaram.

Medina, que só precisa alcançar a final do evento para assegurar o tricampeonato mundial por antecipação, sobrou no confronto contra o português Miguel Blanco. Ele levou a melhor por 13,67 (7,00 + 6,67), contra 8,33 do oponente (4,33 + 4,00). O paulista terá pela frente o compatriota Caio Ibelli, que passou pelo francês Michel Bourez, por 12,97 a 11,57.

– Acho que eu sou estranho (risos). Eu só gosto de curtir com meus amigos e minha família. Eu me sinto bem, espero continuar tendo boas ondas e continuar surfando bem – falou Medina.

Filipe, vice-líder do ranking, bateu o português Vasco Ribeiro por 14,60 (6,93 + 7,67) a 10,10 (5,00 + 5,10) e vai enfrentar o australiano Wade Carmichael nas oitavas. Atual campeão da etapa e quarto no ranking, Ítalo eliminou o local Frederico Morais, por 16,20 a 10,33 e medirá forças com o americano
Conner Coffin na próxima fase.

Os dois brasileiros travam uma disputa acirrada por uma das duas vagas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Medina está praticamente assegurado.

Terceiro no ranking, o sul-africano Jordy Smith, que também tem esperanças de alcançar o título mundial, deixou para trás o americano Crosby Colapinto. O próximo desafio é contra o irmão de Crosby, Griffin Colapinto.

As oitavas ainda terão o confronto brasileiro entre Peterson e Jessé. Michael duelará com o americano Kolohe Andino, que, com a classificação, carimbou o seu passaporte para Tóquio-2020 pelos Estados Unidos.