Luxemburgo elogia equipe: 'Tivemos uma resposta muito positiva'

Apesar empate com a Ferroviária em 1 a 1,  neste sábado (7), comandante palmeirense destaca rendimento em jogo válido pelo Paulistão

Luxemburgo elogia desempenho do Palmeiras em empate no Allianz Parque

Luxemburgo elogia desempenho do Palmeiras em empate no Allianz Parque

Lance

Apesar do empate com a Ferroviária por 1 a 1 pela nona rodada do Campeonato Paulista, o técnico Vanderlei Luxemburgo gostou da atuação do Palmeiras e exaltou o elenco, em entrevista coletiva, após a partida. Com o resultado, o time perdeu a chance de assumir a liderança do grupo B do Paulistão, já que o Santo André foi derrotado pelo Oeste, neste sábado, no Bruno José Daniel.

"Acho que tivemos uma resposta muito positiva. Tivemos o domínio total do jogo. Poderíamos ter matado o jogo. Criamos as jogadas, mas não matamos. A Ferroviária jogou fechada, buscando uma jogada de bola parada e depois que tomou o gol se lançou para frente. Avançamos um pouco mais. Se tivéssemos ganhado seria ótimo porque lideraríamos a competição. Mas estamos dentro da possibilidade de conquistar a classificação e ainda pode ser em primeiro", exaltou Luxemburgo.

Leia também: Justiça mantém Ronaldinho e Assis presos por 6 meses no Paraguai

Sobre as mudanças na escalação e o rendimento do time, o treinador salientou que não existe uma equipe mista, mas sim um elenco profissional e que todos terão oportunidade de jogar ao longo da temporada.

"Acho que estamos com um trabalho bom, colocando todos para jogar. Se você não consegue ganhar, melhor empatar do que perder. Taticamente a equipe se portou muito bem. Gostei muito do Lucas hoje, foi o meia que a gente quer. Uma pena o Luan. Mostrou um pouco a cara dele, um jogador de velocidade, muito forte. O tempo que ficou parado (por cirurgias) pagou o preço. O campo é mais pesado, solicita mais da parte muscular. Mas vejo a equipe com alternativas táticas boas',  comentou.

Ao ser perguntado sobre a partida contra o Guaraní-PAR pela Copa Libertadores, Luxemburgo afirmou que o time terá que 'Trocar o Chip', e que a competição sul-americana é totalmente diferente. Além disso, ele comentou que a equipe terá que ter paciência para furar o bloqueio do time paraguaio.

"É outro jogo, outra competição. É uma competição mais dura. Os árbitros deixam o jogo correr mais. Vamos ter que ter paciência de encontrar o melhor momento para furar o adversário. Sabemos que eles vão jogar por um escanteio, uma falta lateral, um contra-golpe. Vamos ter que ter essa paciência de trabalhar a bola e encontrar o melhor momento, fazer uma marcação mais adiantada. Acho que é uma outra característica. A Ferroviária se fechou, mas acho que eles vão jogar mais duro. Temos exemplo do jogo contra o Corinthians",  ressaltou.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o Palmeiras visita a Inter de Limeira, sábado, dia 14, às 16h30, no estádio Major Levy Sobrinho. Antes disso, o alviverde recebe o Guaraní-PAR, na terça, às 21h30, na Arena, pela segunda rodada do Grupo B da Copa Libertadores.