Lance Luisa Stefani celebra vitória contra Nº 1 do mundo: 'Demos conta'

Luisa Stefani celebra vitória contra Nº 1 do mundo: 'Demos conta'

Paulistana e canadense Dabrowski superaram Mertens, líder do ranking, e Sabalenka, quarta colocada

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

A paulistana Luisa Stefani, número 22 do mundo, jogou um tênis de alto nível nesta sexta-feira e derrubou a número 1 do mundo e principal dupla do WTA 1000 de Montreal, no Canadá, evento da série que só perde em importância para os quatro Grand Slams.

Luisa e a canadense Gabriela Dabrowski, 15ª colocada, superaram a parceria da belga Elise Mertens, líder do ranking, e a bielorrussa Aryna Sabalenka, quarta colocada, por um duplo 6/2, em apenas 57 minutos.

Mertens ganhou este ano com Sabalenka o título do Australian Open e ao lado da taiwanesa Su Hsieh venceu o torneio de Wimbledon. A belga tem ainda um título do US Open no ano passado, também com Sabalenka.

"Jogo excelente do começo ao fim. Era uma dupla dura e demos conta do recado. Muito feliz com essa vitória. De longe nosso melhor jogo até agora. Entramos bem firmes e agressivas, tanto nos games de saque quanto nos de devolução", analisou Luisa, que tem o patrocínio do Banco BRB e os apoios da Fila, CBT, HEAD, Saddlebrook Academy, Tennis Warehouse e Liga Tênis 10.

"Nos entrosamos bem, tínhamos o objetivo de cobrir o meio e sermos mais agressivas nos voleios. Estamos trabalhando nisso e fizemos tudo muito bem. Obviamente a Mertens não estava no melhor dia nos games de saque, mas elas são grandes jogadoras e sempre poderiam voltar ao jogo. Fiquei muito feliz como mantivemos o nível do começo ao fim", observou.

A tenista, que além do bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio, vem de final no WTA 500 de San Jose, na Califórnia, na semana passada, busca mais uma final neste sábado (14) diante da dupla da russa Veronika Kudermetova e da cazaque Elena Rybakina. Luisa derrotou Kudermetova na disputa pelo bronze no Japão. A brasileira jogou com Laura Pigossi e Veronika atuou com Elena Vesnina.

"Precisamos fazer a mesma coisa amanhã, continuarmos agressivas e concentradas. Teremos mais um jogo duro pela frente. A Kudermetova, eu joguei pelo bronze em Tóquio, e a Rybakina enfrentei várias vezes. Conhecemos elas super bem. Vamos que vamos", completou.

Esta é a 30ª vitória em 46 jogos de Stefani na temporada 2021. Luisa vem fazendo história no tênis feminino nacional. Além do resultado olímpico, ela é a melhor ranqueada do País, com o 22º lugar, desde que o sistema da WTA foi criado em 1975, somando dois títulos e mais sete finais.

Últimas