Lance Gustavo Scarpa vive temporada com mais assistências no Palmeiras

Gustavo Scarpa vive temporada com mais assistências no Palmeiras

Meia já soma 14 passes para gol e bate antigos números com a camisa do Verdão

Lance
Lance

Lance

Lance

Buscando consolidar sua titularidade com Abel Ferreira, o meia Gustavo Scarpa vive seu melhor momento vestindo a camisa do Palmeiras. Apesar da temporada ainda estar relativamente no início, o atleta soma números expressivos.

ATUAÇÕES: Com gol e assistência, Scarpa é o craque da virada do Palmeiras no Allianz

Com um gol, uma assistência e um passe decisivo para o tento de Breno Lopes, Scarpa chegou a 14 assistências e cinco gols na atual temporada, em apenas 30 jogos disputados. Além disso, coleciona também o índice de uma participação a cada 91 minutos em campo, sendo responsável por armar ou finalizar 45% dos gols do Palmeiras enquanto está em campo, segundo dados do Footstats. Ainda segundo o mesmo site de estatísticas, o meia é o maior garçom entre todos os jogadores da Série A no ano.

A temporada de 2021, portanto, já é sua melhor em passes para gols, desde que chegou ao Verdão, em 2018. A antiga melhor marca era de 2020, com nove passes para gol em 45 confrontos disputados. Em seus outros anos de clube, Scarpa somou sete assistências em 2019 e um em 2018, seu ano de estreia.

>> Veja a tabela completa do Brasileirão

Na questão de artilharia, o jogador ainda busca tornar essa temporada a sua melhor. Com 5 gols, 2021 já supera os quatro anotados em 2018 e 2020, mas ainda passa longe dos 13 feitos em 2019, ano no qual foi um dos protagonistas da equipe.

Assim como há dois anos, quando foi treinado por Felipão e Mano Menezes, o meia está atuando centralizado, em sua posição de origem. Com isso, joga de frente e perto do gol adversário, explorando o bom chute de longa distancia e excelente visão de jogo.

Vale lembrar que o polivalente jogador foi utilizado principalmente pelas beiradas do campo nos últimos anos, inclusive como lateral-esquerdo, com Abel Ferreira. Em entrevista à Band, o meia agradeceu a opção do técnico de utilizá-lo na sua posição de origem em 2021 e revelou que estava insatisfeito por jogar improvisado regularmente.

– Quando você joga fora da sua posição isso acaba te complicando, te deixando vulnerável. Agradeço demais ao Abel por ter me colocado na minha posição ideal neste ano. Chega uma hora que enche o saco [ser escolhido fora de posição]. Quando o time vai mal, normalmente sobra para quem está fora da posição. Por exemplo, o ‘Scarpa está na ponta direita, não tem velocidade’. Mas não dá pra me comparar com o Dudu, o Wesley, o Rony. São características completamente diferentes.

Na terceira colocação do Campeonato Brasileiro com 13 pontos, um a menos do que o líder Red Bull Bragantino, o Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (30), diante do Internacional, fora de casa, às 19h, no estádio Beira-Rio.

Últimas