Walter dá razão aos torcedores pelas críticas, mas defende Tiago Nunes

Goleiro do Corinthians substituirá Cássio no jogo da próxima quarta, contra o Santo André, e falou sobre o atual momento do clube do Parque São Jorge 

Lance

Lance

Lance

Substituto do goleiro Cássio no jogo da próxima quarta, contra o Santo André, Walter deu razão aos torcedores que estão insatisfeitos com o desempenho da equipe neste início de temporada. O arqueiro, no entanto, fez questão de sair em defesa do técnico Tiago Nunes - recém-chegado ao clube do Parque São Jorge e responsável por uma mudança de estilo de jogo no Alvinegro.

TABELA
>Veja como está a classificação do Campeonato Paulista

- Infelizmente, estamos precisando dos resultados finais. Posse de bola, finalização. Tudo isso tem sido proveitoso. Mas o resultado não vindo, acaba sendo pior para nós. Estamos em busca do equilíbrio, tomamos gol bobo. Lance que parece que não vai sair nada. A culpa é de todos. Diretoria, jogadores e comissão. Não posso largar só porque sou reserva.Torcida tem todo direito de protestar. Espero que seja para nos ajudar, para vir conosco como sempre foi. Contra o Guaraní, saímos aplaudido. Isso não existe em nenhum outro lugar do mundo. Têm direito de cobrar vitória, cobrar resultado positivo. Temos que acatar e ir para o jogo - afirmou o goleiro em coletiva de imprensa no CT Joaquim Grava.

O Corinthians não vence há três rodadas no Campeonato Paulista e, de fato, está pressionado. Tanto que a Gaviões da Fiel - principal organizada do clube - convocou um protesto na porta do CT Joaquim Grava horas antes da partida contra o Santo André. No clube desde 2013, Walter não se escondeu das suas responsabilidades e lembrou que a equipe precisa encontrar uma maneira de voltar a vencer.

- Não há paciência para ninguém no futebol, nós temos que ganhar. É um trabalho diferente dos últimos anos. O Tiago Nunes tem todo nosso aval. As partidas contra Santos e Guaraní-PAR foram partidas lá em cima, com toque de bola, finalização, triangulação, infiltração. Antes, passávamos nervoso. Eu passava nervoso no banco. O Corinthians só chutava uma, duas vezes. Ainda não está natural, mas as coisas estão caminhando. Espero que o resultado venha para amenizar essa crise - disse o goleiro deixando clara sua opinião sobre o início de trabalho de seu novo chefe.

O duelo entre Corinthians e Santo André é válido pela 8ª rodada do Campeonato Paulista. O jogo será disputado em Itaquera, às 21h30, e vale muito para o clube do Parque São Jorge. Vale lembrar que o Alvinegro está na segunda colocação do Grupo D do estadual, com apenas oito pontos ganhos em 21 disputados, registrando aproveitamento de apenas 38%.